IBM aposta em novo software para economizar com armazenamento

Por Redação | 18.02.2015 às 13:10

A IBM prometeu investir US$ 1 bilhão ao longo dos próximos cinco anos no desenvolvimento do seu portfólio de armazenamento definido por software. O pontapé inicial para isso foi dado com o lançamento de um novo pacote de software chamado "IBM Spectrum Storage".

O Spectrum Storage é, em parte, a camada de software para o sistema de armazenamento em nuvem corporativo IBM XIX, destinado a empresas com necessidades de armazenamento de Big Data que desejam mover seu conteúdo para a nuvem de uma maneira mais fácil.

"O Spectrum Storage da IBM pode gerenciar centralmente mais de 300 dispositivos de armazenamento diferentes e yottabytes de dados. Essa interoperabilidade de dispositivos é a mais ampla da indústria – incorporando tanto hardware da IBM quanto de outras empresas e sistemas de fita. O IBM Spectrum Storage pode ajudar a reduzir os custos de armazenamento em até 90% em certos ambientes, movendo automaticamente os dados para dispositivos de armazenamento mais econômicos – sejam eles da IBM ou não, em disco ou fita", explica a empresa.

A transição para o armazenamento por software é deliberada e paralela à tendência da indústria em geral. Um estudo do Gartner apontou que 70% das soluções de central de armazenamento existentes estarão disponíveis em versões "somente em software" em 2019 e, no ano seguinte, 70% a 80% dos dados não estruturados residirão em hardwares de armazenamento de baixo custo geridos por sistemas de armazenamento definidos por software.

Parte do pacote da IBM, o IBM Spectrum Accelerate, já está sendo usado em 100 mil servidores em todo o mundo. Entre as empresas que estão testando o pacote estão grandes nomes como Netflix, China State Grid e City of Hope National Medical Center.

"O IBM Spectrum Accelerate permite que os clientes disponham sua infraestrutura em camadas com recursos inteligentes derivados do XIV. Esses recursos incluem uma arquitetura única, capaz de ajudar os clientes a adicionar capacidade de armazenamento em minutos, o que atualmente leva meses para ser realizado, instalar e rodar sistemas de hardware de armazenamento".

No caso da Netflix, que substituiu 16 sistemas de armazenamento por três sistemas XIV, a utilização do espaço do andar do data center foi reduzida em 80%. Confira no vídeo abaixo como a Netflix usa o XIV.