HTC confirma produção de tecnologias vestíveis

Por Redação | 28 de Março de 2014 às 13h31

A HTC é a mais nova empresa a apostar no campo das tecnologias vestíveis, anunciando a produção de um produto do tipo. Assim mesmo, sem muitos detalhes, a informação foi revelada pelo CEO Peter Chou em entrevista ao jornal China Post. O lançamento, segundo ele, irá acontecer no “momento apropriado”, indicando que o dispositivo ainda está em seus estágios iniciais de produção.

Apesar de ser uma das grandes parceiras do Google no desenvolvimento de smartwatches e outras tecnologias vestíveis com o sistema operacional Android, a HTC ainda não havia anunciado uma iniciativa própria no segmento. Em declarações anteriores, Chou já havia classificado o setor como “crítico” e deu indícios de que, mais cedo ou mais tarde, a empresa acabaria investindo nele.

O HTC One, claro, é o aparelho que deve se tornar o principal foco da novidade, por ser o principal produto da empresa no momento. Além de um dispositivo vestível, Chou também fixou o lançamento de um novo tablet para o tal “momento apropriado”, marcando um possível retorno da empresa a esse segmento do mercado de dispositivos móveis.

Apesar de não poder dar muitos detalhes sobre as iniciativas, o CEO da HTC pode confirmar que os dispositivos chegarão ao ocidente e não focarão apenas no mercado chinês ou asiático. Segundo ele, a ideia da companhia para os próximos anos é expandir sua participação no mercado de países como Estados Unidos, além de outros territórios na Europa.

Como parte desse esforço, a HTC pode acabar até mesmo terceirizando alguns de seus serviços de fabricação, principalmente no que diz respeito a aparelhos de entrada ou modelos com preços mais modestos. Além de economizar dinheiro, essa seria uma boa maneira de disponibilizar mais aparelhos nas lojas e garantir que a empresa tenha mais tempo e disponibilidade para diversificar suas opções de celulares.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.