HTC One (M8) deve ganhar versão premium para concorrer com iPhone 6

Por Redação | 07 de Maio de 2014 às 09h56
photo_camera Divulgação

Parece que a HTC também vai entrar na onda de lançar aparelhos derivados de seu topo de linha. De acordo com o site japonês HTCSoku, a companhia está preparando uma versão premium HTC One (M8), seu mais recente dispositivo de última geração. No ano passado, a empresa adotou uma estratégia semelhante e lançou outras três versões do primeiro HTC One. As informações são do site Digital Trends.

O One M8 premium seria uma variante ainda mais aprimorada que o modelo original. Ela deve vir equipada com um processador Snapdragon 805 quad-core de 2,3 GHz, 3 GB de memória RAM, 16 GB de capacidade interna e tela de 5,5 polegadas Quad HD (2.560 x 1.440 pixels de resolução). Graças ao tamanho do display, o gadget entraria na concorrência direta com o Galaxy S5 Prime e o LG G3, respectivamente os novos celulares da Samsung e da LG que devem ser anunciados em breve.

Outra novidade do suposto One M8 premium é sua câmera, que passaria dos 4 MP para 18 MP. O destaque fica por conta da tecnologia UltraPixel, que permite melhores resultados em fotos captadas em ambientes com baixa luminosidade. Segundo o HTCSoku, o recurso teria 5 megapixels no modelo premium e continuaria com a HTC Duo, função que integra duas câmeras.

A HTC não confirma oficialmente o lançamento do aparelho, mas o site afirma que o dispositivo será anunciado em setembro. Curiosamente, é nesse mesmo mês que a Apple deve revelar o comentado iPhone 6 e a Samsung seu Galaxy S5 Prime. Há ainda um rumor de que a companhia também vai colocar à venda uma versão "Ace" do One M8, com peças de plástico e preço reduzido.

O HTC One M8 foi lançado no final de março deste ano e possui tela Super LCD 3 de 5 polegadas com resolução Full HD de 1080p (1.920 x 1.080 pixels), processador Qualcomm Snapdragon 801 quad-core, 2 GB de memória RAM, bateria de 2.600 mAh com tecnologia de economia por gerenciamento de software e capacidade interna de 16 GB ou 32 GB, suporte a NFC, Bluetooth 4.0, Wi-Fi e 4G (LTE). Você pode ver todas as especificações do dispositivo neste link.

Crise

A HTC começou 2014 com o registro de uma perda líquida de US$ 62,06 milhões registrados entre os meses de janeiro e março. De acordo com um comunicado enviado pela empresa nesta segunda-feira (5), a receita da fabricante caiu assustadores 22,6%, chegando a T$33,12 bilhões (pouco mais de US$ 1 bilhão). As ações da HTC também caíram 38% em relação ao ano passado.

Outra perda recente da empresa foi Scott Croyle, um dos principais nomes do seu time de design que deixou a companhia após quase seis anos. Croyle trabalhou diretamente no desenvolvimento das duas versões do HTC One e continuará na companhia até que ela contrate um substituto.

Um dos reforços da HTC para aumentar sua participação no mercado de smartphones é a contratação de Paul Golden, ex-diretor de marketing da Samsung nos Estados Unidos, onde trabalhou entre os anos de 2008 e 2012. Ele é o responsável pela campanha "The Next Big Thing" ("A Próxima Grande Coisa", na tradução livre), a mesma que colocou a marca Galaxy da Samsung entre as mais conhecidas no mundo dos celulares inteligentes. A função de Golden na corporação não é de diretor de marketing, mas sim de conselheiro, para ajudar os taiuaneses a ter mais visibilidade na indústria.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.