HP se torna membro Platinum da Fundação Linux

Por Redação | 07 de Novembro de 2012 às 13h10

A Hewlett-Packard (HP) se tornou oficialmente, no começo desta semana, um membro Platinum da Fundação Linux, a organização responsável pela manutenção do software livre e outros projetos. Para manter o título, a HP deverá gastar aproximadamente US$ 500 mil ao ano (cerca de R$ 1 milhão) com contribuições.

A partir de agora, a empresa de tecnologia fará parte do conselho de diretores da fundação e poderá se pronunciar sobre os projetos que devem ser tocados ou excluídos.

O Linux é um sistema operacional aberto, cujo código está publicado na internet e permite que qualquer pessoa contribua com atualizações e correções ao software. Nos últimos anos, versões de empresas como Red Hat, SUSE e Canonical se tornaram alternativas populares ao Windows Server, da Microsoft. Além disso, o OS também pode ser aplicado em gadgets não-computadores como é o caso das impressoras da HP.

Linux Foundation

Reprodução: Computer Weekly

A HP tem mantido seu contato com a Fundação há muitos anos, mas a intensificação de suas contribuições se deve aos projetos de computação na nuvem da empresa. Especialistas acreditam que a companhia precisa de uma rampa de sustentação para começar a distribuir suas soluções na nuvem para outras empresas.

Com a nova posição da HP na Fundação Linux, a especulação agora é sobre o mercado de PCs da norte-americana, que utiliza o sistema operacional da Microsoft. O Linux, também disponível para desktops, pode ser uma opção para a HP se tornar independente da empresa de Redmond, Estados Unidos, já que a Microsoft passou a concorrer diretamente com seus parceiros com o lançamento do tablet Surface.

Além da HP, outras empresas entraram recentemente para o seleto grupo de conselheiros da Fundação Linux como Fujitsu, IBM, Intel, NEC, Oracle, Samsung e Qualcomm.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.