HP leva prejuízo de quase US$ 9 bilhões após ser enganada por empresa

Por Redação | 20.11.2012 às 16:31

A Hewlett-Packard acreditou no conto do vigário e registrou um prejuízo fiscal de quase 9 bilhões de dólares, o equivalente a 18,7 bilhões de reais. O incidente ocorreu assim que a empresa comprou, em 2011, a companhia de software Autonomy. A compra foi realizada principalmente pelo fato de a Autonomy possuir uma tecnologia de motor de busca empresarial, que viria a ser útil para a HP. As consequências foram chamadas pela HP de "graves impropriedades contábeis". Saiu no Wall Street Journal.

Quem contou o ocorrido foi a própria CEO Meg Whitman, em uma teleconferência. Segundo ela, a Autonomy enganou a HP sobre o estado de seus negócios antes da aquisição. Ao perceber que foi enganada, a HP notificou as autoridades e se prontificou a auxiliar nas investigações criminais.

"As falhas foram descobertas por meio de uma investigação interna após a saída do ex-CEO Mike Lynch em 23 de maio", disse Whitman.

A renda líquida da HP caiu 7% no quarto trimestre, assim como as vendas de impressoras e sua participação no mercado de PCs. De acordo com uma pesquisa da Thomson Reuters, a expectativa era de que a empresa gerasse 30,43 bilhões de dólares em vendas, mas fechou com apenas 30 bilhões.

A empresa assistiu a quedas em vários de seus setores de negócios. A receita de serviços caiu 6%, e as de servidores corporativos, armazenamento e rede caíram 9% no ano a ano.

A HP registrou apenas um ponto economicamente positivo, referente à receita de software, que aumentou 14% no ano a ano, com margem operacional sólida de 27,7%, representando crescimento de 7%.

Depois da notícia, as ações da HP caíram 11% nesta manhã.