Governo dos EUA leiloa cerca de US$ 13,5 milhões em Bitcoins

Por Redação | 05 de Março de 2015 às 17h25

Um novo lote grande de Bitcoins deve voltar a circular no mercado a partir da próxima semana. O governo dos Estados Unidos anunciou que está realizando mais um leilão de Bitcoins confiscadas após o fechamento do Silk Road, em 2013. Ao todo, são 50 mil moedas com valor estimado em US$ 13,5 milhões no total.

A oferta de moedas começou nesta quinta-feira (05) para interessados registrados previamente. Por meio de uma ferramenta online dedicada, eles poderão dar seus lances sem conhecerem as ofertas dos outros participantes. O criptodinheiro será divido em 20 blocos, 10 com duas mil Bitcoins cada e outros 10 com três mil.

A notícia foi encarada como um fator positivo pelos investidores do setor, já que representaria o retorno à legalidade de um grande montante de dinheiro. Por outro lado, o mercado parece não ter reagido tão bem assim à notícia, já que no momento em que essa reportagem foi escrita, as Bitcoins operavam em baixa de 1,4% e tinham um valor estimado em US$ 266.

Mesmo assim, como conta a agência Reuters, grandes investidores mostraram interesse no leilão do governo. Tim Draper, um milionário e venture capitalista, afirmou publicamente ser um dos participantes da oferta desta quinta, depois de já ter participado de processos semelhantes no final do ano passado e já ter arrematado quase 30 mil Bitcoins, por valores não revelados.

Outros nomes de peso que revelaram fazer parte do leilão são as empresas de investimento Pantera Capital e SecondMarket, que também já adquiriram moedas em processos semelhantes, em 2014. A ideia de todos é a mesma: possuírem um número significativo de unidades do criptodinheiro em um momento em que todo esse mercado caminha para a regularização e oficialização.

A ideia das Bitcoins é de um sistema livre da autoridade de governos e bancos centrais, gerenciado pela oferta e demanda dos próprios usuários. Depois de atingir valores astronômicos no final de 2013, as moedas acabaram ganhando um caráter de ilegalidade após a quebra de diversos câmbios que operavam com o dinheiro, além de sua associação a atividades ilegais na Deep Web.

Um destes casos, inclusive, é do antigo dono das Bitcoins que estão sendo leiloadas agora pelo governo. Ross Ulbricht, conhecido na internet como Dread Pirate Rogers, era o operador do Silk Road, um mercado de drogas que operava no canto escuro da rede. Apesar de não lidar ele mesmo com os entorpecentes, ele fornecia o sistema para venda e lucrava com os negócios feitos em sua plataforma, o que acabou levando à sua prisão e ao fechamento do serviço.

Os resultados do leilão serão anunciados pelo governo dos EUA na sexta-feira (6).

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.