Google volta atrás e desiste de proibir conteúdo pornográfico no Blogger

Por Redação | 27 de Fevereiro de 2015 às 11h17

No início desta semana, o Google anunciou uma decisão polêmica que entraria em vigor a partir do dia 23 de março: a postagem de conteúdo pornográfico ou adulto estaria banida permanentemente do Blogger. Não apenas novas postagens do tipo estariam proibidas em todos os blogs, mas também os autores com páginas do tipo já no ar deveriam tirá-las do ar. A mudança, claro, causou polêmica e revolta entre os usuários que, apenas três dias depois, conseguiram que a empresa revertesse a medida.

Em uma mudança de planos, o Google afirmou que, a partir da data, apenas os blogs que replicarem conteúdo adulto comercial serão bloqueados ou devem ser tirados do ar pelos usuários. Conforme citado pelo Engadget, a empresa diz ter entendido que a mudança repentina iria prejudicar muitos criadores consagrados, incluindo alguns que estão presentes na plataforma há mais de dez anos e, por isso, não seria justo impedir que eles expressem suas identidades usando a ferramenta.

Além disso, a publicação de conteúdo comercial fere leis de direitos autorais, principalmente quando se trata, por exemplo, da reprodução de imagens publicadas em revistas ou vídeos lançados em disco ou por meios de distribuição digital. O Google não está disposto a se tornar uma referência em pirataria pornográfica – como já é –, então, bloqueia esse tipo de prática antes que ela se torne realmente conhecida.

Ainda, a mudança poderia gerar um êxodo de usuários para o Tumblr, que cada vez mais se torna num ponto central para a publicação de conteúdo autoral. Com o fim da pornografia no Blogger, criadores populares, seus seguidores e toda sorte de usuários acabariam migrando para a rede social do Yahoo!, diminuindo sensivelmente as visitas da plataforma. E essa é uma possibilidade com a qual nenhum tipo de serviço online deseja ter que lidar.

Como parte da mudança, o Google também deve intensificar a vigilância na rede para garantir que todos os blogs que contêm material pornográfico sejam marcados como tal, de forma a exibir um aviso aos usuários antes do acesso. Para quem está nas regras, então, pouco muda e os sites continuam funcionando normalmente.

Dificultar a vida de quem publica conteúdo pornográfico sem autorização, inclusive, é uma prática antiga do Google. No passado, a empresa já criou barreiras para que conteúdo desse tipo não fosse localizado em ferramentas de busca, de forma a privilegiar conteúdo original em vez de páginas que propiciem o compartilhamento ilegal de fotos e vídeos. A mudança, então, vem até para resolver uma contradição, já que, apesar dessa abordagem, o Blogger continuava sendo uma fonte consistente de materiais irregulares do tipo.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.