Google vende fábricas da Motorola no Brasil e na China

Por Redação | 11.12.2012 às 13:05

O Google anunciou nesta terça-feira (11) a venda de duas fábricas da Motorola Mobility, divisão adquirida pela gigante da Web por US$ 12,5 bilhões (R$ 25,9 bilhões), no Brasil e na China. As fábricas serão compradas pela Flextronics e todos os atuais funcionários da Motorola passarão a integrar o corpo de empregados da companhia de Cingapura a partir de 2013.

O acordo de compra também prevê que a Flextronics será responsável pela fabricação de dispositivos móveis nas duas fábricas: em Tianjin, na China, e na cidade de Jaguariúna, interior do estado de São Paulo. Por enquanto, os termos do acordo e valores não foram revelados pelas empresas.

A medida faz parte do projeto de reestruturação e cortes de gastos na Motorola que está sendo efetuada pelo Google desde que assumiu a direção da empresa de celulares. A fábrica brasileira tem sofrido bastante com as novas medidas estipuladas pelo Google e em agosto, 220 funcionários foram demitidos da empresa - totalizando 4 mil demissões em diversos países do mundo.

Fábrica Motorola Jaguariúna

Fábrica da Motorola em Jaguariúna, São Paulo

"O acordo com a Flextronic é um passo importante para nós na transformação da nossa cadeia global de suprimentos em uma vantagem competitiva para a Motorola Mobility no mercado", afirmou ao CNET Mark Randall, vice-presidente sênior da cadeia de suprimentos e operações da empresa.

A Motorola ainda afirmou que continuará produzindo aparelhos móveis na fábrica brasileira antes e depois da conclusão do acordo com a Flextronics, e que isso não afetará a distribuição local de produtos.