Google vai pagar US$ 70 milhões em bônus para sua nova diretora financeira

Por Redação | 27 de Março de 2015 às 18h12

O Google vai pagar um salário anual de US$ 650 mil, com bônus especial de US$ 5 milhões, à sua nova diretora financeira. No início desta semana a empresa anunciou Ruth Porat, ex-executiva do banco Morgan Stanley, como a nova dona da cadeira de CFO.

Conhecida como "a mulher mais forte de Wall Street", Ruth também receberá uma garantia bianual de US$ 40 milhões em 2016, e uma garantia de US$ 25 milhões esse ano. Somando todos os valores destrinchados, o Google prometeu pagar US$ 70 milhões em bônus à Ruth até 2016. Entre 2010 e 2013, a executiva recebeu US$ 29,6 milhões em compensações do Morgan Stanley.

Quando Patrick Pichette, ex-diretor financeiro do Google, assumiu o cargo em 2008, ele tinha um salário anual de US$ 450 mil, com um bônus de US$ 500 mil depois de seis meses na companhia, e mais outro bônus que somou um total de US$ 4,3 milhões. Sua remuneração total em 2013 foi avaliada em US$ 5,15 milhões, e US$ 38,7 milhões em 2012, graças a US$ 22 milhões em ações da empresa.

No início deste mês, Patrick anunciou que deixaria o Google para se dedicar mais à família. Porém, ele permanece no cargo ao lado de Ruth até o dia 26 de maio para ambientá-la na empresa e passar todas as diretrizes do negócio que ele comandava há sete anos.

Fonte: Business Insider

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.