Google usará chips de memória de alto desempenho da Samsung em seus servidores

Por Redação | 02 de Abril de 2015 às 09h42

Uma parceria entre o Google e a Samsung deve, pelo menos na visão de ambas, aumentar significativamente a velocidade de servidores e acesso a dados da gigante das buscas. De acordo com informações ainda não confirmadas, as duas empresas estariam em negociações avançadas para uso de chips de memória flash de alta performance nos data centers de Mountain View.

Os componentes seriam do tipo 3D NAND, os mesmos que estarão presentes nos novos MacBooks, por exemplo, e garantiriam um ganho de performance bastante significativo. E isso, ainda, sem significar um aumento no gasto de energia ou custos, uma vez que as memórias de alta performance foram criadas justamente para substituir as tecnologias atuais e trazer melhorias.

Além disso, entra em jogo a economia de espaço, já que a tecnologia da Samsung permite que os chips utilizem até 32 camadas NAND para ampliar consideravelmente a quantidade de memória disponível. A tecnologia, por exemplo, já vem sendo utilizada pela Amazon, Apple e até mesmo o Facebook em testes controlados e é encarada como uma das grandes evoluções do segmento de data centers.

Com tantas rivais nesse barco, é claro que o Google não ia querer ficar para trás e as negociações já estariam próximas do fim, com a empresa apenas tentando garantir com a Samsung preços e suprimentos adequados para as necessidades de seus servidores. Essa questão, no entanto, não deve ser um problema, uma vez que a sul-coreana vem intensificando seus esforços de fabricação no mercado asiático como forma de atender a uma demanda que sabe estar por vir.

Apesar da tecnologia já ter sido superada por empresas como Toshiba e SanDisk – que conseguiram atingir um total de 48 camadas em um mesmo espaço –, são os componentes da Samsung que parecem estar tendo a maior penetração junto às grandes empresas. Nem ela nem o Google, porém, confirmaram a negociação.

A gigante das buscas fala constantemente estar em busca de melhorias para seus data centers e, principalmente como parte de seu grande foco na nuvem, diz permanecer de olho em tecnologias que possam melhorar a eficácia de seus serviços. Essa parceria, então, pode ser um exemplo perfeito disso.

Fontes: Korea Times, TechRadar

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.