Google recebe 55 milhões de solicitações para retirar links piratas em 2012

Por Redação | 07.01.2013 às 16:03 - atualizado em 07.01.2013 às 16:22

O Google recebeu 55,2 milhões de pedidos para retirar do ar links que continham conteúdo pirateado em 2012, de acordo com a Folha de S.Paulo.

A maioria das solicitações veio de gravadoras e produtoras como EMI, Sony, Universal e Warner Music. Os pedidos, por sua vez, correspondem apenas à ferramenta de busca do Google e não incluem outros serviços, como YouTube e Blogger. A Microsoft também foi uma das envolvidas na briga, chegando a pedir a retirada de 6,4 milhões de links.

Segundo a reportagem, a empresa não totaliza o número de pedidos feitos ao ano, mas pode-se chegar à conclusão somando as solicitações feitas por semana — que por sua vez, são divulgadas no site de buscas.

O Google afirma não ter a porcentagem de pedidos atendidos em 2012, mas informa que em 2011, 97% deste conteúdo foi retirado do ar.

Nos Estados Unidos, remover links que violem direitos autorais é exigido por lei desde 1998. O não cumprimento desta medida pode levar a empresa a responder judicialmente pelo material.

Porém, o Google só passou tornar os pedidos públicos depois de inúmeros conflitos com a indústria fonográfica norte-americana. Até maio de 2012, a empresa só publicava a retirada de links piratas que haviam sido exigidos pelo governo.