Google poderá fabricar seus próprios chips de servidores

Por Redação | 13 de Dezembro de 2013 às 13h00

Segundo o Wall Street Journal, o Google está estudando fabricar seus próprios chips de servidores em um futuro bem próximo, e com isso poderá prejudicar a Intel, sua principal fornecedora.

A empresa já fabrica os próprios servidores, mas os processadores são comprados da Intel, que é sua quinta maior cliente. O Google é a empresa que mais constrói e expande data centers no mundo, devido às altas demandas dos seus serviços de busca.

Enquanto a Intel utiliza a arquitetura x86, um consórcio de empresas liderado pela IBM assinou um acordo para começar a fabricação de chips baseados na arquitetura desta, com o Google fazendo parte do acordo. Além disso, outras empresas do ramo já estão desenvolvendo chips baseados na tecnologia da ARM, que são os mesmos presentes em smartphones e tablets. A vantagem do processador da ARM é que ele consome muito menos energia que os da Intel, e o consórcio da IBM estaria tentando seguir esse modelo.

Pode parecer mais óbvio para o Google esperar para ver os resultados dessas novas jogadas do mercado para escolher os mais baratos, mas também pode ser mais vantajoso fabricar os próprios chips. Ao tomar as rédeas da fabricação, a empresa poderá customizar a arquitetura do sistema de maneira a otimizá-los para as suas necessidades. Um hardware que é construído para determinada tarefa específica terá um desempenho muito maior do que outro desenhado para uma gama de tarefas genéricas, como é o que acontece agora.

A empresa não comentou nenhuma dessas informações, mas uma fonte ligada a ela falou à Bloomberg que o Google estaria considerando fabricar os chips usando a tecnologia da ARM Holdings.

O gigante enfrenta um aumento de custos exponencial em relação aos servidores, pois o número de pessoas utilizando seu sistema de buscas cresce diariamente, e cresce também o número de pesquisas feitas por cada pessoa. Então, fabricar seus próprios chips seria também um grande corte de gasto.

A empresa já possui em seus quadros de funcionários um dos maiores especialistas em arquitetura de hardware, o brasileiro Luiz Andre Barroso, e está contratando outros.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.