Google pode receber multa de 15 milhões de euros por violação de privacidade

Por Redação | 15 de Dezembro de 2014 às 18h08

O Google pode enfrentar problemas caso não altere o gerenciamento das informações coletadas dos usuários nos países baixos. A Autoridade de Proteção de Dados (DPA) da Holanda considerou que as práticas da empresa violam a privacidade dos usuários e, caso não faça mudanças até o final de fevereiro do próximo ano, o Google pode receber uma multa de 15 milhões de euros, informa a agência Reuters.

Segundo as afirmações da autoridade holandesa nesta segunda-feira (15), o Google viola diversas disposições da lei de proteção de dados da Holanda, considerou o órgão regulador após uma investigação realizada em 2013.

A investigação comprovou que a empresa viola leis ao combinar dados de diferentes serviços como consultas de busca, dados de localização e vídeos visualizados para realizar o direcionamento personalizado de publicidade para seus usuários.

O presidente da DPA, Jacob Kohnstamm, afirmou que espera mudanças na postura da empresa. “O Google apanha os nossos dados pessoais numa teia invisível sem nos avisar e sem pedir o nosso consentimento. Isso acontece desde 2012 e esperamos que a nossa paciência não seja testada mais vezes”, afirmou.

As exigências da autoridade holandesa afirmam que o Google deve obter “consentimento inequívoco” dos utilizadores antes de combinar dados pessoais obtidos em diferentes serviços para direcionar publicidade personalizada. Entre as sugestões da própria DPA está a de que o Google introduza uma janela de consentimento separada para alertar o usuário sobre as práticas da empresa.

“Essa combinação [de dados] ocorre sem que o Google informe adequadamente os usuários, com antecedência e sem que a companhia peça o consentimento. Esta é uma violação da lei", disse a DPA.

O Google também terá que tornar o conteúdo da sua política de privacidade mais claro, exige o órgão. As mudanças devem acontecer até o final de fevereiro de 2015.

O cruzamento de dados dos usuários de diferentes serviços para veiculação de anúncios faz parte das novas políticas de privacidade da empresa, introduzidas em 2012, mas também está sendo investigado em cinco países da Europa: França, Alemanha, Grã-Bretanha, Itália e Espanha.

Um porta-voz do Google se manifestou sobre o assunto. “Estamos decepcionados com a ordem da autoridade holandesa, especialmente por já termos feito uma série de mudanças na nossa política de privacidade em resposta às suas preocupações”, defendeu, segundo o Computer World.

O porta-voz da empresa ainda disse que o Google enviou uma carta para seis entidades europeias de proteção à privacidade, incluindo a holandesa, onde afirma a intenção de discutir com esses órgãos propostas para melhorar a privacidade dos usuários.

Fonte: http://www.reuters.com/article/2014/12/15/us-privacy-google-dutch-idUSKBN0JT1TG20141215?feedType=RSS&feedName=technologyNewshttp://www.computerworld.com.pt/2014/12/15/holanda-ameaca-google-com-multas-de-15-milhoes/

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.