Google lança nova versão do CAPTCHA que identifica se você é um humano ou robô

Por Redação | 03.12.2014 às 14:46
photo_camera Divulgação

Você que usa a internet com frequência certamente já deve ter se deparado com os CAPTCHAS, aquelas sequências de números e palavras deformadas usada por diversos sites para identificar se você é humano ou uma máquina. Embora seja mais um dos inúmeros procedimentos de segurança online, o método já se mostrou vulnerável a falhas e outras brechas em 99,8% dos casos testados pelo Google.

Agora, a gigante das buscas apresentou uma solução que promete dar um fim definitivo ao sistema de CAPTCHA que conhecemos hoje. Batizado de "No-CAPTCHA", o mecanismo é baseado em uma nova API e substitui a digitação númerica ou de letras por um apenas um botão de "I'm not a robot" ("Eu não sou um robô", na tradução livre). Tudo o que o usuário precisa fazer é marcar a caixa de diálogo com um clique para finalizar a autenticação e, assim, liberar a entrada ao site ou serviço que está sendo acessado.

De acordo com o The Verge, o Google explica que o sistema é capaz de diferenciar humanos de máquinas ao levar em consideração dois processos principais: o endereço de IP utilizado e o tempo gasto pelo internauta em uma determinada página. Além disso, a empresa afirma que o mecanismo presta atenção em outros detalhes menores, entre eles os movimentos realizados com o cursor do mouse até a caixa de seleção. Obviamente, a companhia não revelou outras informações sobre o funcionamento da medida para evitar que terceiros tentem burlá-la.

Pensando ainda mais na segurança dos usuários, o NO-CAPTCHA irá exibir outros testes toda vez que suspeitar de que alguém ou algo (no caso um robô) está tentando enganar uma página de verificação. Um dos experimentos solicita a identificação de imagens que se assemelham a uma foto principal. Por exemplo, o Google exibe a imagem de um gato e mostra abaixo várias outras fotografias de animais que remetem ao primeiro gato. Se o usuário selecionar o conteúdo correto, então ele pode prosseguir no acesso ao site ou serviço.

Google Captcha

É importante lembrar que a velha API do CAPTCHA continuará ativa por um tempo, mas que deve ser descontinuada conforme as páginas na internet reconheçam que o método já é ultrapassado e pode comprometer a segurança de dados dos usuários e instituições.

Até o momento, empresas como Snapchat, Wordpress e Humble Bundle já adotaram o novo mecanismo de verificação do Google.