Google é eleita a segunda melhor empresa para se trabalhar no mundo

Por Redação | 16.11.2012 às 15:39
photo_camera VentureBeat

O Google foi eleito esta semana a segunda melhor empresa para se trabalhar ao redor mundo, de acordo com um ranking produzido pela CNNMoney. A publicação ainda elogiou a empresa por seus serviços de coaching e de assessoria de carreira para seus funcionários.

A gigante da Web, que subiu duas posições em comparação ao levantamento de 2011, oferece a todos os seus funcionários um programa de coaching de carreira, o 'CareerGuru', que coloca 43 dos líderes sêniores da companhia para prestar uma assessoria aos outros funcionários. Estes gurus estão disponíveis em 14 escritórios do Google ao redor do mundo.

Outro programa oferecido pela empresa é o 'EngAdvisors', que permite que engenheiros discutam sobre suas incertezas e outros projetos com os engenheiros sênior da companhia e, desde que foi lançado em 2009, mais de 900 profissionais passaram pelo programa. Atualmente, o Google tem 61 vezes mais geração de empregos ao redor do mundo do que outras companhias.

Escritório Google

Reprodução: Capital Humano/FGV

Em primeiro lugar no ranking ficou a empresa de software de análises de negócios SAS. Segundo a CNNMoney, a empresa subiu de posição devido, principalmente, a acessibilidade de seus líderes que convidam seus funcionários para participar de conversas e até cafés da manhã mensais coordenados pelo próprio CEO, Jim Goodnight.

A empresa de análise de dados NetApp ficou com a terceira colocação, já que realiza reuniões periódicas de orientação para apresentar os novos funcionários à alta cúpula da empresa. E a Microsoft conquistou o quinto lugar no ranking, devido aos seus esforços para ajudar mulheres que gostariam de trabalhar na área de tecnologia a ingressarem no mercado

E além disso, a empresa de Redmond, Estados Unidos, também realiza um evento, intitulado DigiGirlz Day, onde as mulheres estudantes do ensino médio podem discutir assuntos de tecnologia com alguns dos funcionários da Microsoft. Outras empresas de tecnologia também marcaram presença no índice como AutoDesk, Intel e Cisco.