Pesquisa: Google é a 'empresa dos sonhos' para jovens estudantes brasileiros

Por Redação | 30.07.2014 às 13:50
photo_camera Divulgação

Trabalhar em gigantes da tecnologia, como Apple, Google e Facebook, é o sonho de muita gente. Não apenas pela oportunidade de crescer dentro de uma multinacional, mas também pelos benefícios oferecidos por cada uma dessas corporações. Aqui no Brasil, a coisa não é diferente. E adivinha só qual foi a companhia eleita como a "empresa dos sonhos" pelos jovens brasileiros? A dona do site de buscas mais famoso do planeta.

Esse foi o resultado da 13ª edição da Pesquisa Empresa dos Sonhos dos Jovens, realizada pela consultoria Cia de Talentos e pela Nextview People. De acordo com o relatório, o Google é alvo de desejo da maioria dos jovens estudantes e recém-formados que procuram uma vaga no mercado de trabalho. Com isso, a companhia de Sergey Brin e Larry Page passa a ocupar o primeiro lugar do ranking que nos últimos dois anos foi da Petrobras, que agora aparece no segundo lugar da lista.

A "disputa" entre Google e Petrobras pela primeira posição acontece desde 2008. Em 2010 e 2011, o Google liderou o ranking, com a Petrobras em segundo lugar. A situação se inverteu em 2012 e 2013, quando a Petrobras alcançou a liderança.

Um outro destaque do estudo é a Odebrecht, um conglomerado de várias companhias que atuam em áreas como engenharia, construção civil e produtos petroquímicos. Desde 2011 ela vem crescendo sua visibilidade entre os jovens e agora ocupa o terceiro lugar. A Vale e a Ambev estão no ranking desde 2009 e o Itaú desde 2008, enquanto a PWC, estreante em 2013, pulou do nono para o sexto lugar. As novidades na lista são a Apple e a P&G, que estrearam no ranking neste ano.

Veja a lista das 10 empresas dos sonhos eleitas pelos jovens brasileiros em 2014:

  1. Google
  2. Petrobras
  3. Odebrecht
  4. Itaú
  5. Vale
  6. PwC
  7. Nestlé
  8. Apple
  9. P&G
  10. Ambev

Mudanças no perfil do jovem profissional

google

Nesta edição, a pesquisa entrevistou aproximadamente 52 mil jovens brasileiros estudantes ou que acabaram de se formar em um curso de ensino superior, com idades entre 17 e 26 anos. O relatório também questionou esses jovens profissionais sobre o que eles pensam a respeito de companhias, liderança, mercado de trabalho e carreira, além de constatar que, para esses brasileiros, fazer escolhas não é algo tão simples assim.

Segundo o levantamento, a quantidade de jovens que sonham em trabalhar em uma companhia específica vem caindo a cada ano: era de 77% em 2012, passou para 60% em 2013 e agora está em 58%. Esses jovens que não têm uma única empresa em vista dizem que a companhia deveria oferecer possibilidade de conciliar a vida pessoal e profissional, além de ter bons relacionamentos no trabalho.

Já os participantes da pesquisa que apontam ter uma empresa dos sonhos dizem que a escolheram por acreditarem que ela proporciona oportunidades de desenvolvimento profissional, desafios constantes e possibilidade de fazer o que gosta. Isso sem contar na chance de trabalhar para uma marca inovadora com boa imagem no mercado. Hoje, cerca de 70% desses jovens dizem ter alguma referência sobre os valores e crenças das organizações que admiram, incluindo características como reconhecimento profissional, sustentabilidade, foco em pessoas e qualidade.

Na Petrobras, por exemplo, 40% do jovens que escolheram a companhia levaram em consideração a estabilidade do emprego. Já no caso da PWC, 71% dos que sonham em trabalhar nela acreditam que a entidade ofereça um aprendizado profissional. A Nestlé, por sua vez, é lembrada por 59% dos jovens quando o assunto é credibilidade no mercado, e a Apple é referência em inovação para 69% dos que gostariam de atuar nela.

Fonte: http://www.ciadetalentos.com.br/esj/release.html