Google e Foxconn constróem fábrica totalmente automatizada, diz site

Por Redação | 11 de Fevereiro de 2014 às 18h36
photo_camera Divulgação

Muita gente conhece a Foxconn por sua parceria com a Apple e pela empresa ser a principal responsável pela produção de iPhones e iPads. Mas poucos sabem que a fabricante taiwanesa de aparelhos eletrônicos também está trabalhando com o Google.

A informação é do The Wall Street Journal, que ouviu de "fontes confiáveis" que a Foxconn tem trabalhado com Andy Rubin, antigo vice-presidente da divisão de dispositivos móveis e conteúdo digital do Google, desde o fim do ano passado. A parceria já teria rendido bons frutos e, ao que tudo indica, ambas as partes estão empenhadas em construir um novo modelo de linha de produção totalmente automatizado e baseado em robôs.

O Google vem investindo cada vez mais na área de robótica, cujo comando está sob a responsabilidade de Rubin, e somente no ano passado adquiriu 8 empresas do ramo. Entre as aquisições, destaca-se a da Boston Dynamics, companhia de engenharia responsável pela pesquisa e desenvolvimento de robôs para o Pentágono.

Ainda de acordo com a fonte do jornal norte-americano, o Google teria procurado a Foxconn para fechar um acordo de construção de fábricas totalmente automatizadas e que cuja finalidade é a montagem eletrônica de dispositivos. Se o acordo atingir seu objetivo, o Google não só eliminará o trabalho manual - que ainda hoje é o principal responsável pelos custos de produção -, como também poderá competir diretamente com empresas como Amazon no varejo.

Consultados, especialistas disseram que o acordo faz sentido. Segundo eles, o Google tem a tecnologia necessária para a construção de uma fábrica desse tipo, mas é a Foxconn quem entende de linha de produção e montagem.

"A Foxconn precisa da ajuda do Google para melhorar a automação de suas fábricas. Isso acabaria com os problemas trabalhistas que a empresa sempre enfrenta por pagar baixos salários aos seus funcionários", disse Wanli Wang, analista da CIMB Securities. "A utilização de robôs para substituir trabalhadores humanos seria o próximo grande passo na indústria da tecnologia. Não apenas o Google, mas também outras grandes empresas de tecnologia, como Microsoft e Amazon, têm investido na robótica para aproveitar as oportunidades de crescimento".

Leia também: Foxconn admite trabalho forçado de estagiários na produção do PS4

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.