Google defende jornada de trabalho com menos de 8 horas por dia

Por Redação | 09 de Julho de 2014 às 09h00
photo_camera Divulgação

Em um mundo onde o mercado de trabalho está cada vez mais exigente, muita gente abre mão de sair, estar com a família ou realizar determinadas atividades em prol da profissão. Pensando nisso, você já se perguntou se está trabalhando demais? E o que você faria se pudesse trabalhar menos? É com base nessa filosofia que os fundadores do Google, Larry Page e Sergey Brin, defenderam uma jornada de trabalho menos cansativa e com menos horas na semana.

As declarações foram feitas em um bate-papo entre os dois executivos durante uma palestra que aconteceu na semana passada, e divulgadas na última segunda-feira (7) pelo site Mashable. Ao lado de Vinod Khosla, criador da Khosla Ventures, Page disse que os seres humanos do século atual estão trabalhando demais. Para ele, conseguir uma casa confortável, segurança e oportunidades para os filhos são coisas que podem ser alcançadas mesmo sem trabalhar em tempo integral.

"A quantidade de recursos que precisamos para produzir isso [moradia, segurança, um futuro para os filhos], a quantidade de trabalhos que realmente precisamos dedicar a isso é muito pequena. Eu digo que, atualmente, talvez é menor que 1% de tudo o que é produzido hoje. Então, a ideia de que todo mundo precisa trabalhar freneticamente para atender as necessidades das pessoas simplesmente não é verdadeira", explicou.

Page acredita que muitos profissionais gostam de trabalhar demais porque essa é uma forma de terem "coisas para fazer", uma maneira de se sentirem realmente necessários naquele emprego. Ele destaca que a solução não é trabalhar horas e horas, mas sim reduzir as jornadas de trabalho em escalas parciais. "Se você perguntar à maioria das pessoas se elas gostariam de uma semana extra de férias, todas dirão que sim. Mas se você perguntar se elas querem duas semanas de férias ou uma jornada de trabalho de quatro horas diárias, todo mundo vai escolher a segunda opção", disse.

O cofundador da gigante das buscas ainda completa dizendo que a maioria das pessoas gosta de trabalhar, mas também de passar mais tempo com a família ou buscar outros interesses. "Essa seria uma forma de lidar com o problema: reduzir o expediente de uma maneira coordenada. Então, se você tiver um pouco menos de trabalho, é possível fazer ajustes e as pessoas continuarão a ter seus empregos", afirmou.

Embora tenha um rigoroso processo seletivo, o Google é uma das empresas que mais oferece benefícios desse tipo aos funcionários. Por exemplo, eles podem dedicar 20% do tempo no expediente em projetos paralelos à profissão e que podem ser positivos para a companhia. Além disso, oferece uma licença não-remunerada de três meses para praticar atividades fora da entidade. Isso sem contar nas regalias dentro do ambiente de trabalho, como um espaço próprio para fazer refeições, contato com grandes engenheiros, testar produtos que ainda não chegaram ao mercado e a possibilidade de levar cães de estimação.

Será que a redução na jornada de trabalho é o próximo benefício para funcionários do Google? Só o tempo dirá. A entrevista completa de Larry Page e Sergey Brin você assiste no vídeo abaixo (em inglês):

Leia também:

Fonte: http://mashable.com/2014/07/07/google-founders-interview-khosla/?utm_campaign=Mash-Prod-RSS-Feedburner-All-Partial&utm_cid=Mash-Prod-RSS-Feedburner-All-Partial&utm_medium=feed&utm_source=feedly&utm_reader=feedly

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.