Google continua reinando no mundo da publicidade móvel

Por Redação | 15.06.2013 às 10:00
photo_camera The Verge

Em 2013, o Google deve vender mais anúncios móveis do que todos os seus concorrentes juntos pelo segundo ano consecutivo. A previsão é do eMarketer, que pesquisou as receitas móveis de publicidade em grandes empresas de internet.

O gigante da web deve gerar US$ 8,8 bilhões (R$ 19 bilhões) em receita proveniente apenas de publicidade móvel este ano, um aumento de 92% em relação ao ano anterior. O segmento de publicidade em gadgets deve gerar US$ 16 bilhões (R$ 34 bilhões) este ano, ou seja, o Google será responsável por 56% deste valor.

Quem ocupa o segundo lugar (bem distante) na lista é o Facebook, com uma participação de 13% no mercado de publicidade móvel global no período. A rede social deve duplicar o valor de sua participação, que no ano passado foi de apenas 5%.

"Em todas as plataformas digitais, o Google continua a reinar, não só como o maior beneficiário dos gastos com publicidade digital nos Estados Unidos, mas em todo o mundo", disse o eMarketer por meio de um comunicado à imprensa. Os dispositivos móveis têm se tornado uma importante fonte de receita para as empresas de internet, principalmente pela adoção crescente de consumidores a esse tipo de plataforma.

E, apesar dos números do Google serem impressionantes, o Facebook está mostrando um avanço rápido no território onde atualmente o gigante da web reina. Isso porque a rede social de Mark Zuckerberg sequer possuía receita móvel em 2011, já que introduziu esse tipo de anúncio em 2012.

A receita gerada por publicidade móvel no Facebook deve atingir a marca de US$ 2 bilhões (R$ 4 bilhões) pela primeira vez este ano. Isso representa um aumento de mais de 300% em relação ao valor obtido em 2012, que foi inferior a US$ 500 milhões (R$ 1 bilhão).