Google aprimora motor de buscas para pesquisas sobre saúde

Por Redação | 11 de Fevereiro de 2015 às 09h45

Quem nunca recorreu à web ao sentir uma dorzinha estranha pelo corpo antes de ir ao consultório médico? Pois é, esse comportamento é cada dia mais comum e, por isso, o Google tem dado mais atenção às buscas relacionadas à saúde. O objetivo é oferecer dados mais apurados e também acalmar o "lado hipocondríaco" dos internautas.

Uma a cada 20 pesquisas do Google está relacionada a dúvidas sobre sintomas de doenças. De acordo com o Business Insider, a companhia então está alimentando o motor de buscas com informações de saúde mais confiáveis, com curadoria e revisão de uma equipe de médicos.

O grupo responsável por analisar essas informações é formado por profissionais da organização sem fins lucrativos da área de serviços médicos e de pesquisas médico-hospitalares Mayo Clinic e do próprio Google. A equipe será liderada pelo cardiologista do respeitado hospital John Hopkins, o médico Kapil Parakh, com vasta experiência em epidemiologia, pesquisas clínicas e saúde pública.

GOOGLE MÉDICO

"A partir dos próximos dias, ao perguntar ao Google sobre as condições comuns de saúde, os fatos médicos pertinentes aparecerão à direita da tela, no Gráfico do Conhecimento. Vamos mostrar os sintomas típicos e tratamentos, bem como detalhes sobre como se apresentam os quadros normais ou críticos, se é algo contagioso ou afeta todas as idades e muito mais", diz o comunicado do Google, veiculado nesta terça-feira (10).

"Para algumas condições, você também verá imagens de alta qualidade a partir de ilustradores médicos licenciados. Depois de conseguir esta informação básica do Google, a pesquisa em outros sites deve ficar mais fácil e você saberá melhor quais perguntas fazer ao seu médico", complementa o anúncio.

Obviamente, o motor de buscas do Google não pode ser substituído por uma consulta médica ou um profissional de saúde e serve apenas para identificar sintomas e agir de acordo com as recomendações para cada caso. Portanto, o melhor continua sendo obter informações na web e encaminhar o tratamento para o atendimento adequado.

Fonte: http://www.businessinsider.com/google-search-gets-health-results-2015-2

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.