Google anuncia seu próximo grande projeto: fabricar robôs

Por Redação | 04 de Dezembro de 2013 às 13h42
photo_camera Divulgação

Não é surpresa para ninguém que o Google abriga vários projetos científicos (e misteriosos) em sua sede, na cidade de Mountain View, Califórnia. Dentro do prédio existe os chamados Laboratórios X, um espaço onde a empresa faz testes de todos os tipos com várias tecnologias ainda inexploradas pelo homem, incluindo até o protótipo um sistema de teletransporte. Foi de lá que saiu o primeiro protótipo do Google Glass, os óculos de realidade aumentada que chegam ao mercado no ano que vem.

Agora, os laboratórios do Google trabalham em mais um plano gigantesco e ambicioso: fabricar robôs. Em entrevista ao jornal The New York Times, o engenheiro Andy Rubin, criador do sistema operacional Android, revelou detalhes sobre o próximo grande projeto da companhia norte-americana, que planeja criar uma nova geração de máquinas robóticas.

Mas antes que você se imagine com um ciborgue fazendo as tarefas domésticas dentro da sua casa, saiba que a ideia não é, em um primeiro momento, destinada aos consumidores. O objetivo é incorporar os robôs na indústria e na economia para ampliar o processo de automação em diferentes setores do mercado, como montagem de eletrônicos e serviços de entrega de produtos.

O grupo de robótica do Google ficará em Palo Alto, e terá também um escritório no Japão, onde especialistas e programadores irão ajudar no aprimoramento do projeto. "Precisamos considerar o tempo como um fator chave", disse Rubin. Ele acredita que os primeiros robôs criados pela companhia devem ser lançados daqui a dez anos.

Andy Rubin

Andy Rubin e seus protótipos (Imagem: Jim Wilson/The New York Times)

De junho de 2013 até agora, o Google adquiriu sete empresas de tecnologia diretamente ligadas ao desenvolvimento de robôs. O próprio Andy Rubin comprou secretamente uma série de startups de robótica e inteligência artificial nos Estados Unidos e Japão, o que só destaca os esforços da gigante das buscas em investir no setor. Fato é que Rubin parece ter sido a escolha certa para cuidar do projeto de robôs do Google: além do Android, ele já trabalhou como engenheiro de produção na Apple e como engenheiro de robótica na Carl Zeiss.

Rubin afirma estar entusiasmado com o novo projeto e está convencido que será uma realidade acessível para o mercado. "Os carros sem motorista eram coisa de ficção científica quando começaram seu desenvolvimento em 2009, mas agora estão chegando ao alcance de todos. Este é o melhor emprego do mundo. Você começa a pensar sobre o que você gostaria de construir para si mesmo", declarou.

Larry Page, um dos fundadores do Google, também comentou sobre a iniciativa em sua página no Google+. "Estou animado com o próximo projeto de Andy Rubin. Sua última grande aposta, o Android, começou como uma ideia maluca que acabou se tornando um supercomputador no bolso de milhões de pessoas. Mal posso esperar para ver o progresso", disse.

Instagram do Canaltech

Acompanhe nossos bastidores e fique por dentro das novidades que estão por vir no CT.