Google anuncia novo centro de dados na Holanda

Por Redação | 23 de Setembro de 2014 às 17h23
photo_camera Divulgação

O Google anunciou hoje (23), por meio do seu blog europeu, um investimento de € 600 milhões para a construção de um novo centro de dados na Europa, que será localizado em Eemshaven, um porto na Holanda.

O centro de dados será o quarto do gigante da internet na Europa, com outras unidades em Dublin, na Irlanda, em Hamina, na Finlândia, e em St. Ghislain, na Bélgica. Eemshaven já possui uma unidade alugada de data center da empresa que deve continuar em funcionamento após a inauguração do novo local.

O Google possui atualmente mais de 10 centros de dados nas Américas, Europa e Ásia, sendo que os dois primeiros da Ásia foram inaugurados no ano passado, em Taiwan e Cingapura. A empresa informou que o novo centro não impedirá o surgimento de novos investimentos, tanto em locais que já possuem centros de dados da empresa, quanto em novas unidades.

A instalação da unidade em Eemshaven irá criar mais de 1.000 postos de trabalho, o que o Google ressalta ser bem-vindo para a região dados os níveis de desemprego que atingem a Europa. A empresa prevê o início das operações no primeiro semestre de 2016, enquanto o local deve se tornar plenamente operacional até o final de 2017.

Na publicação, o Google ressaltou que os empregos gerados não serão apenas para áreas específicas de tecnologia, mas também incluem técnicos de TI, engenheiros eletricistas e mecânicos, restauração, instalações e pessoal de segurança.

Entre as razões que fizeram a empresa optar por Eemshaven como local para receber tais investimentos está a conexão direta para dois principais centros europeus de Internet, Londres e Amsterdã. “Em Eemshaven nós encontramos uma grande comunidade em uma excelente localização que atende às necessidades para se tornar uma espinha dorsal para a Internet em expansão”, afirma o comunicado.

Entre as características relevantes dos centros de dados do Google, a empresa ressalta, além da geração de empregos, o uso de energia renovável na operação do centro, que utiliza 50% menos energia do que um centro de dados típico.

Fonte: http://googlepolicyeurope.blogspot.co.uk/2014/09/expanding-our-data-centres-in-europe.html

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.