Google anuncia Chromebooks de US$ 149 e novos produtos com Chrome OS

Por Redação | 31 de Março de 2015 às 16h03

O Google parece estar disposto a conquistar de uma vez por todas o público que vê nos notebooks sua principal ferramenta de trabalho e diversão. Para isso, a gigante das buscas anunciou nesta terça-feira (31) uma série de novos dispositivos que rodam o Chrome OS.

A principal novidade é, sem sombra de dúvidas, os dois novos Chromebooks que chegam às lojas custando míseros US$ 149. Os novos aparelhos são os mais baratos já lançados pela empresa desde que ela anunciou os primeiros computadores do tipo em 2012. Batizados de Haier e Hisense, as duas máquinas têm display de 11,6 polegadas, 2 GB de memória RAM, 16 GB de armazenamento interno e bateria cuja autonomia aguenta um dia inteiro de trabalho longe das tomadas.

O Hisense Chromebook é uma das duas opções de Chromebook apresentadas pelo Google. Custando US$ 149, computador vem com display de 11,6 polegadas, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento e chip processador da Rockchip

O Hisense Chromebook é uma das duas opções de Chromebook apresentadas pelo Google. Custando US$ 149, computador vem com display de 11,6 polegadas, 2 GB de RAM, 16 GB de armazenamento e chip processador da Rockchip (Imagem: Divulgação)

Além disso, ambas as máquinas virão equipadas com os novos processadores Rockchip. A novidade é fruto de uma recente parceria fechada entre o Google e a fabricante chinesa de chips, que daqui em diante será responsável por dar poder de fogo aos computadores da marca.

O Haier Chromebook 11 já está em pré-venda na varejista norte-americana Amazon. O Hisense Chromebook, por sua vez, terá sua pré-venda feita exclusivamente no site norte-americano da Walmart, começando também a partir de hoje.

Novidades não param por aí

Para provar que não está para brincadeira, a companhia de Mountain View também aproveitou para anunciar seu primeiro Chromebook conversível para o público. O novo gadget chamado de Chromebook Flip foi desenvolvido em parceria com a ASUS e é o primeiro do tipo a poder ser usado tanto como notebook quanto tablet.

Embora o preço de US$ 249 pedido pelo Flip seja superior ao dos irmãos de mesa, ele é consideravelmente mais barato do que outras opções do gênero, que chegam a custar quase US$ 1.000 - como é o caso do Dell XPS 12. A pechincha, claro, é explicada pelas configurações modestas do híbrido.

Por fora, a tela de 10,1 polegadas vem com tecnologia IPS. Por debaixo da carcaça, o Chromebook Flip vem com o processador Rockchip 3288, 2 GB de memória RAM e 16 GB de armazenamento interno. O modelo também possui uma variante com o mesmo chip processador e espaço de armazenamento interno, mas com 4 GB de memória RAM. Além disso, ambas as versões vêm com uma câmera de 720p HD, conectividade Wi-Fi, Bluetooth 4.0 e GPU ARM Mali 760 de quatro núcleos. Para fechar a lista de especificações técnicas, a bateria aguenta até 10 horas de trabalho longe da tomada.

O Chromebook Flip é uma alternativa barata para aqueles que precisam tanto de um dispositivo de mesa quanto um tablet. Opção é uma das mais baratas do tipo, principalmente se levarmos em consideração os concorrentes que chegam a custar US$ 1.000. Configurações são modestas.

O Chromebook Flip é uma alternativa barata para aqueles que precisam tanto de um dispositivo de mesa quanto um tablet. Opção é uma das mais baratas do tipo, principalmente se levarmos em consideração os concorrentes que chegam a custar US$ 1.000. Configurações são modestas (Imagem: Divulgação)

Diferente dos Chromebooks baratíssimos, o Chromebook Flip ainda não tem data oficial para lançamento. Segundo o Google, ele estará disponível em algum momento até junho deste ano.

Para fechar a rodada de novidades, o Google anunciou o lançamento do Chromebit, que pode ser definido como um computador construído dentro do corpo de um pendrive. A novidade também foi desenvolvida em parceria com a ASUS e ganha vida ao ser espetada na porta HDMI de um televisor ou monitor. A partir dai, a mágica acontece e qualquer um desses dispositivos se transformam instantaneamente em um Chromebook.

A ideia é similar a utilizada pela gigante de buscas com o Chromecast, que transforma qualquer televisor em uma Smart TV. Ainda não se sabe, porém, se será necessário conectar o Chromebit a uma entrada USB para que ele receba alimentação ou se tudo funcionará com a corrente elétrica fornecida pela entrada HDMI ou por uma bateria.

O Chromebit é surpreendentemente pequeno e podemos pensar nele como uma espécie de Chromecast, só que com a capacidade de transformar qualquer televisor em um Chromebook (Imagem: Divulgação)

O Chromebit é surpreendentemente pequeno e podemos pensar nele como uma espécie de Chromecast, só que com a capacidade de transformar qualquer televisor em um Chromebook (Imagem: Divulgação)

Fora o aspecto, o Google não deu detalhes adicionais sobre o Chromebit e se limitou a dizer que a peripécia tecnológica só pode ser feita graças a arquitetura dos chips da Rockchip, que são energeticamente mais eficientes e dissipam melhor o calor. Sobre o preço, a companhia disse que ele ainda não foi definido, mas que é certo que custará menos que US$ 100. Se isso for mesmo verdade, é provável que o Chromebit passe a ser visto com bons olhos principalmente por escolas e pequenos negócios, que não precisariam adquirir novos e caros computadores para alunos e funcionários.

Assim como o Flip, o Chromebit ainda não tem uma data fixa para lançamento. Ao que tudo indica, porém, ele sairá em algum momento entre os meses de junho e setembro deste ano.

Fontes: Re/Code e VentureBeat

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.