Google agora permite anúncios mobile em vídeo

Por Redação | 02 de Abril de 2015 às 07h18

A partir desta semana, anunciantes do sistema de publicidade de apps do Android também poderão fazer uso da rede de sites parceiros do Google para anunciar suas soluções. A empresa anunciou nesta terça-feira (31) a expansão de sua rede AdMob que, agora, permite que os clientes tenham um alcance ainda maior do que a já significativa rede de celulares e tablets com Android e iOS.

De acordo com a gigante das buscas, a ampliação representa um universo de dois milhões de sites vinculados à rede e plenamente capazes de exibir os anúncios utilizando o sistema de otimização de usuários do Google. A novidade pode ser ativada a partir do painel de controle e com apenas um clique, habilitando o que a companhia chama de “Targeting optimization”. Aqui, entram em cena os algoritmos de entrega de conteúdo da web, de forma a encontrar gente que tenha a ver com o produto ofertado e esteja de acordo com as métricas fixadas pelo anunciante.

Segundo os números obtidos durante o período de testes, realizado por parceiros e acompanhados de perto pelo Google, quem experimentou a novidade viu um crescimento de 28% nas instalações de apps. A empresa não apresentou dados relacionados a faturamento e outros detalhes, mas disse que o alcance, pelo menos, é aumentado significativamente com a introdução da nova modalidade de publicidade, que deve estar disponível para todos os clientes globais até o final da semana.

Esse também é o prazo para implementação de uma nova categoria de anúncios. Agora, a rede passa a permitir a inclusão de vídeos para exibição em aparelhos com Android e iOS. De forma semelhante ao que vemos na web, os comerciais começarão a ser exibidos sempre que estiverem sendo visualizados na tela e, por meio de dois botões, será possível colocá-los em tela cheia ou seguir diretamente para a loja de aplicativos para instalação do software.

Aqui, claro, trata-se de um tipo de propaganda mais cara, mas também eficaz. Testes internos mostraram um aumento de 10% no engajamento em termos de instalações dos aplicativos anunciados. O Google, porém, não falou em visualizações ou outros dados, mas disse que todos os sites e apps vinculados às suas plataformas de publicidade serão capazes de executar os vídeos promocionais.

Fontes: Google, The Next Web

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.