Google agora conta com conversor de bitcoins integrado

Por Redação | 16.07.2014 às 15:46

O Google acaba de atualizar seu motor de buscas para exibir, automaticamente, os preços e cotações de bitcoins (BTC) quando os usuários inserem determinados termos de pesquisa. A notícia vem cerca de um mês após o Google Finance, em parceria com a Coinbase, lançar um rastreador de preços de bitcoins que permite realizar conversões entre uma ampla gama de moedas estrangeiras.

Um representante do gigante das buscas confirmou a atualização do CoinDesk, observando que a conhecida ferramenta online de conversões de moedas agora também funciona na web e no aplicativo para smartphones do Google Search.

"Você também pode pedir ao Google para fazer conversões – se você possui o app do Google Search em seu smartphone, pergunte a ele, por exemplo, 'quantas bitcoins existem em 500 dólares americanos?' e pronto; você receberá a resposta bem na palma da sua mão", afirmou um porta-voz da empresa.

A mais recente funcionalidade do Google segue uma decisão feita ainda em fevereiro pelo motor de buscas da Microsoft, o Bing, para converter automaticamente moedas para BTC, bem como outra decisão, desta vez feita pelo Yahoo Finance, para apresentar, em junho, uma solução de conversão de valores.

Como funciona

Os usuários do motor de buscas do Google podem digitar termos simples como "bitcoin price" (preço da bitcoin) ou "price of BTC" (preço da BTC) para acessar a ferramenta instantaneamente. Nos nossos testes aqui no Brasil, a ferramenta ainda não foi imediatamente disponibilizada para efetuarmos as conversões. Nos EUA, o resultado aparece conforme a imagem abaixo:

Bitcoin Price

De acordo com o CoinDesk, a atualização ainda permite realizar pesquisas mais complexas, como "price of 3 bitcoin" (preço de 3 bitcoins). A resposta vem com a cotação atual da criptomoeda e um gráfico que ilustra seu histórico desde 2011 até o presente momento.

Até então, alguns usuários globais do Google Search vêm relatando dificuldades para utilizar a ferramenta. Dentro em breve, a funcionalidade deve estar disponível para os usuários de todo o mundo.