Google afirma não ganhar nada com a venda de Chromebooks

Por Redação | 31 de Janeiro de 2014 às 19h37

De acordo com informações do Business Insider, cerca de 22% dos computadores usados nas escolas americanas são Chromebooks. Além disso, oito dos maiores fabricantes de PCs nos Estados Unidos produzem equipamentos do tipo, o que representa 21% de todo o mercado de laptops nos EUA. E nem um tostão de toda essa quantia vai para o bolso do Google, de acordo com relatos da própria companhia.

Falando a investidores e analistas após a revelação dos resultados financeiros do último trimestre de 2014, o CBO do Google, Nikesh Arora, afirmou que a empresa está satisfeita com o sucesso dos computadores entre os americanos, mas que esses resultados não têm nenhum tipo de impacto nas receitas da companhia.

Isso se deve ao fato do Google entregar o sistema operacional Chrome gratuitamente para os fabricantes parceiros. Sendo assim, não recebe nenhum tipo de royalty ou licenciamento sobre o uso da tecnologia, que é aplicada livremente nos computadores e não retorna dividendos para a gigante.

O diretor financeiro do Google, Patrick Pichette, afirmou que a empresa se vê mais como uma facilitadora no acesso das pessoas à tecnologia. Além disso, considerou a utilização do sistema operacional nos Chromebooks como um “quebra-cabeças”, mas não explicou se a companhia está trabalhando para solucioná-lo.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.