Garota de 11 anos ganha US$ 30 mil após vencer concurso de doodles do Google

Por Redação | 11 de Junho de 2014 às 11h02
photo_camera Divulgação

Uma das marcas registradas do Google são os famosos doodles, as imagens que aparecem logo na página inicial do serviço de buscas da empresa. E já teve de tudo, desde sintetizador até o cubo de Rubik (cubo mágico). Para mostrar a importância desse ícone e descobrir novos talentos, a companhia possui uma competição chamada Doodle 4 Google, que acontece anualmente nos Estados Unidos.

Este ano, a vencedora da sétima edição do concurso foi Audrey Zhang, uma jovem estudante da 5ª série que desenhou um sistema de purificação chamado "De Volta à Mãe Natureza". Zhang, que mora em Nova Iorque, tem 11 anos e concorria com outros quatro finalistas nacionais. Os cinco passaram por uma rigorosa seleção, inicialmente com mais de 100 mil outros alunos do primeiro grau das escolas de quase todos os Estados norte-americanos.

O Google pediu que as crianças colocassem no papel desenhos de invenções que tornassem o mundo um lugar melhor. "Para fazer do mundo um lugar melhor, inventei um transformador de água purificada. Ele coleta a sujeira e a água poluída dos rios, lagos e até mesmo dos oceanos e então transforma a água suja em limpa e potável. Quando humanos e animais bebem essa água, eles vivem uma vida mais saudável", explica Zhang.

Ryan Germick, líder da equipe de artistas dos doodles do Google, descreve o desenho da adolescente como uma arte "exuberante, rica e completa", como informa o Washington Post. Por sua criação, Zhang recebeu US$ 30 mil para pagar seus estudos, além de um prêmio de US$ 50 mil pago pela gigante das buscas para a escola da jovem. Ela ainda ajudou Germick a tornar sua obra em uma animação, que foi exibida na homepage do Google no último dia 9 de maio, nos Estados Unidos.

Audrey Zhang

O doodle vencedor da competição, criado por Audrey Zhang. (Foto: Divulgação)

De acordo com o blog do Google Doodles, a companhia também aproveitou para doar outros US$ 20 mil em nome da garota a uma organização sem fins lucrativos (ONG) que zela pela água potável em escolas de Bangladesh.

No vídeo abaixo, as crianças que participaram do concurso aparecem contando o que fariam para tornar o mundo um lugar melhor. Ao final, Zhang aparece modificando seu desenho nos pontos em que deseja colocar movimento. Segundo Germick, a obra tem mais de 150 partes animadas:

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.