Foxconn inicia substituição de funcionários por robôs

Por Redação | 14.11.2012 às 12:00 - atualizado em 14.11.2012 às 21:27

A Foxconn, conhecida por ser uma das principais fornecedoras de componentes para a Apple e também por algumas polêmicas envolvendo as condições de trabalho em suas fábricas chinesas, anunciou nesta terça-feira (13) que irá iniciar a substituição de alguns de seus funcionários por robôs.

Depois de uma série de suicídios de seus funcionários, a empresa anunciou no ano passado os seus planos de substituir parte de sua força de trabalho humana por robôs. A medida foi tomada para melhorar a eficiência de sua produção e diminuir os custos com direitos trabalhistas e outros impostos.

Robôs Foxconn

Reprodução: CNET

O primeiro lote, composto por 10 mil robôs apelidados de 'Foxbots', foi entregue em pelo menos uma das fábricas da companhia na China e mais 20 mil equipamentos estão agendados para serem entregues ainda este ano. Cada robô custou, em média, de US$ 20 mil a US$ 25 mil (R$ 41 mil a R$ 51 mil), três vezes mais que a média anual do salário dos trabalhadores da fábrica.

A Foxconn possui, somente na China, mais de 1,2 milhão de funcionários. Nos últimos meses tem sido alvo de uma série de investigações sobre as condições de trabalho e por empregar menores de idade em sua linha de produção. Antes do anúncio da introdução dos robôs, cerca de 16 funcionários cometeram suicídio na fábrica de Shenzhen apenas nos últimos 2 anos.