Falta do Golfo Pérsico faz Irã processar o Google

Por André Fogaça | 23 de Maio de 2012 às 16h06

O país de Mahmoud Ahmadinejad resolveu processar o Google por não incluir o nome do Golfo Pérsico no mar que banha a maior parte do Irã. A ameaça foi feita pelo Ministério das Relações Exteriores.

Exibir mapa ampliado

"Graves consequências," foi o que Ramin Mehmanparast, porta-voz do Ministério das Relações Exteriores, disse que o Google pode sofrer se não incluir o nome do Golfo Pérsico ao montante de água que está desenhado no Google Maps. O golfo que está no Oriente Médio é palco para uma intensa disputa de nomes (que já recebeu o nome de Golfo da Arábia em 1960) e o Google resolveu ficar de fora da briga ao remover o nome do mapa.

Mas, qual o motivo do Pérsico no nome se o Irã é o Irã? Lembrem-se de que o Irã era a Pérsia até 1935. A briga é tão defendida pelo Irã que o país chegou a bloquear o seu espaço aéreo para qualquer um que não o chame de Golfo Pérsico.

Exibir mapa ampliado

Ah, temos uma cidade que deveria brigar pelo nome no Google, bem aqui no Brasil. Procurem por "Quixeramobim" no Acre. O nome não está lá, mas a cidade existe. E ai, vamos movimentar os braços em prol de Quixeramobim?

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.