Fábrica da Samsung em SP é assaltada e prejuízo pode chegar a R$ 14 milhões

Por Redação | 07.07.2014 às 14:52 - atualizado em 08.07.2014 às 15:17
photo_camera Divulgação

Atualização: Por meio de comunicado oficial, a Samsung afirma que o valor real dos produtos roubados foi de R$ 14 milhões, e o número de funcionários reféns foi de 50, e não 200, como informado inicialmente.

-----------------

Um roubo milionário aconteceu na madrugada desta segunda-feira (7) na fábrica da Samsung, localizada na cidade de Campinas, em São Paulo. De acordo com informações do G1, cerca de 20 criminosos invadiram a instalação no município paulista, renderam 50 funcionários e vigias e usaram sete caminhões próprios para levar aproximadamente 40 mil peças, entre tablets, celulares e notebooks.

Autoridades locais afirmam que a quadrilha chegou à empresa por volta da meia-noite. Um pouco antes, os ladrões renderam trabalhadores da fábrica em uma estrada e levaram roupas e crachás de identificação das vítimas para ter acesso à instalação – um dos funcionários ainda foi levado sob poder do bando. Ao entrar na companhia, os 20 criminosos portando metralhadoras e fuzis renderam os seguranças do setor de distribuição e, em seguida, o vigias da portaria.

Segundo o portal R7, as vítimas rendidas pelos bandidos tiveram de retirar a bateria de seus celulares para evitar contato com a polícia. Alguns ladrões ainda se disfarçaram de vigias da empresa para não levantar suspeitas durante o assalto. "Retiraram os armamentos deles [dos seguranças] e as munições e deixaram eles trabalhando normalmente, nos mesmos postos como se nada tivesse acontecido", disse o tenente da Polícia Militar Vitor Chaves.

Estima-se que os caminhões levaram uma carga com valor total de R$ 14 milhões. Em nota, a Samsung alega que ninguém ficou ferido e que coopera nas investigações junto com a polícia. "Estamos muito preocupados com este incidente. Felizmente, ninguém ficou ferido. Temos cooperado plenamente com a investigação policial em curso, e faremos o nosso melhor para evitar qualquer recorrência", afirma a gigante sul-coreana. Funcionários da empresa dizem já ter voltado ao trabalho.

A Polícia Civil acredita que os bandidos tinham muitas informações sobre os procedimentos da empresa, o que facilitou a ação criminosa. O caso foi encaminhdo para a Delegacia de Investigações Gerais (DIG) que vai avaliar imagens da Samsung, rodovias e da cidade de Campinas em busca de pistas sobre suspeitos. Até o momento, ninguém foi preso.

As autoridades também acreditam que os ladrões fazem parte de uma quadrilha especializada no roubo de eletrônicos em São Paulo, possivelmente a mesma que roubou uma carga de notebooks da LG avaliada em R$ 1,3 milhão, em outubro do ano passado. Nesse caso, os criminosos roubaram os equipamentos em um caminhão da companhia na rodovia Dutra, pouco depois do veículo deixar a fábrica da empresa, em Taubaté, no interior de SP.

Nas estradas paulistas, o roubo de cargas tem se tornado uma prática cada vez mais comum. Em 2012, foram contabilizados 55 assaltos, contra 48 de 2011 e 43 do ano anterior. No ano passado, o número pulou para 81, um aumento de 47% de um ano para o outro, segundo dados da Secretaria da Segurança Pública.

Últimas da Samsung:

Fonte: http://g1.globo.com/sp/campinas-regiao/noticia/2014/07/quadrilha-faz-mega-assalto-na-samsung-em-campinas.htmlhttp://noticias.r7.com/sao-paulo/ladroes-levam-r-50-milhoes-em-celulares-e-tablets-de-multinacional-em-campinas-07072014http://g1.globo.com/sp/