Exoesqueleto auxilia pessoas com dificuldade de locomoção

Por Redação | 17 de Outubro de 2012 às 09h10

A Agência Espacial Norte-Americana - NASA - está desenvolvendo um novo sistema para seus astronautas que pode servir de grande auxílio também para muitas pessoas aqui na Terra. O X1 Robotic Exoeskeleton está sendo testado e aprimorado com o objetivo de criar mecanismos que auxiliem na locomoção de astronautas no espaço. A tecnologia direcionada a astronautas que utilizarem este tipo de dispositivo já tem até nome: Robonaut - uma mistura de robô com astronauta humano.

Quando estão em locais com pouca ou nenhuma gravidade, os astronautas podem sofrer alguns danos como atrofia muscular e acabam perdendo resposta em movimentos esqueléticos voluntários. Isso ocorre devido à baixa demanda por movimentos mais bruscos ou que exigem mais força para locomoção.

Mas o sistema pretende auxiliar não apenas quem está em uma missão espacial, como também muita gente que sofre de deficiência física, atrofias musculares e dificuldades de locomoção aqui na Terra. Como o exoesqueleto possui um sistema mecânico de movimentação, poderia atribuir a essas pessoas os movimentos necessários para sua locomoção.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Confira a apresentação do exoesqueleto X1 e suas aplicabilidades no vídeo abaixo, realizado pela NASA:

Como o sistema ainda está em fase de desenvolvimento, ele conta com quatro junções motorizadas e seis junções passivas. Dependendo dos resultados dos testes, a equipe de desenvolvimento da NASA poderá aumentar essas junções para acrescentar mais movimentos ao sistema do exoesqueleto.

Até o momento, o X1 Robotic Exoesqueleton pesa 25 quilogramas - o que não é desvantajoso para quem está flutuando em uma área de gravidade zero, mas torna-se extremamente pesado na superfície terrestre. Por isso, é possível também que a equipe reduza o peso do equipamento.

"A robótica desempenha um papel fundamental a bordo da Estação Espacial Internacional e vai continuar sendo crítica para a exploração humana no espaço", diz Michael Gazarik, diretor do Programa de Tecnologia Espacial da NASA. "O que é mais extraordinário acerca da tecnologia espacial e de nossos trabalhos com projetos como o Robonaut são as possibilidades inesperadas de utilizar esta tecnologia aqui na Terra", completou.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.