Exército americano oferece US$ 3 mi para criação de spray nasal anti-suicídio

Por Redação | 21 de Agosto de 2012 às 09h45

O Exército norte-americano está em guerra, mas dessa vez é contra as altas taxas de suicídio (que chegaram a ser as maiores em toda a sua história) entre seus próprios soldados. O Pentágono informou que, neste ano, a média de suicídios no Exército equivale a uma morte por dia, o que supera as baixas em combates. Um spray nasal pode ser a solução para mudar esse triste cenário.

Preocupado com o alto índice de perdas em suas bases, o Exército ofereceu 3 milhões de dólares para um cientista da Faculdade de Medicina da Universidade de Indiana para criar um spray nasal que contenha o hormônio neuroquímico liberador da tirotrofina (TRH). Este composto pode auxiliar pessoas a superarem pensamentos suicidas, evitando também a depressão e o transtorno bipolar.

O TRH cria um efeito eufórico e calmante, agindo de forma rápida no organismo. Apesar de não ser uma novidade no campo da neuromedicina, o hormônio só foi implantado por meio de injeções na medula espinhal, já que, quando concentrado em pílulas ou injeções intravenosas, não entra em contato com o cérebro. Mas o Dr. Michael Kubek pensa em introduzi-lo na cavidade nasal, de forma a facilitar a absorção pelo cortex, pois a via pode auxiliar o composto a atravessar a barreira sangue-cérebro e liberar o hormônio com eficiência.

PECHINCHAS, CUPONS, COISAS GRÁTIS? Participe do nosso GRUPO DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Embora o novo medicamento esteja sendo desenvolvido pelo Exército, terá grandes efeitos também para a população civil, se for um sucesso. Até então, suicídios ocupam a quarta posição no ranking de causas de mortes em adultos de 18 a 65 anos nos Estados Unidos. Mais de 100 americanos tiram suas próprias vidas todos os dias.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.