Executivos da Sony terão salários reduzidos após resultados negativos

Por Redação | 13 de Maio de 2014 às 17h11

A situação financeira da Sony continua complicada e, em um novo movimento para melhorar a onda de negatividade que se abateu sobre a empresa, o CEO Kazuo Hirai e uma série de outros executivos-chave terão seus salários reduzidos. Segundo informações do The Wall Street Journal, os pagamentos aos membros da gerência superior devem ser cortados pela metade e todos também abrirão mão de seus bônus anuais em 2014.

O jornal não revelou exatamente até que nível da diretoria terá os salários afetados, nem os nomes dos executivos que receberão o corte, mas afirma que a medida se deve à adição de mais US$ 200 milhões às expectativas de perdas no ano fiscal que está chegando ao fim. A previsão é de um prejuízo anual na casa do US$ 1,2 bilhão.

Esta será a quarta baixa consecutiva da Sony que, apesar de estar brilhando em seu segmento de video games com o PlayStation 4, vem passando por severas quedas nas vendas de aparelhos como televisores e câmeras digitais. O negócio de celulares, apesar de também ser visto com olhos positivos, não é exatamente uma das pérolas da companhia.

A redução nos salários seria mais uma das medidas adotadas por Kaz Hirai desde que ele assumiu a diretoria da Sony. Ele também está envolvido diretamente em uma reestruturação interna da companhia, que prevê a separação do segmento de televisores e a venda da linha de computadores Vaio para uma empresa de investimentos japonesa.

Square ao resgate

Quem também veio socorrer a Sony em seu momento foi a Square Enix, desenvolvedora de grandes jogos como Final Fantasy e Tomb Raider. A empresa revelou nesta terça-feira (13) que estaria comprando de volta todos os papéis próprios pertencentes à fabricante japonesa, em uma tentativa de injetar mais dinheiro na companhia.

A notícia foi vista inicialmente como um sinal de que as coisas da Sony estariam mais difíceis do que parecem, e já estariam motivando a saída de investidores. O negócio, porém, foi resultado de um acordo de cavalheiros entre os CEOs das duas empresas e o retorno de um favor prestado em 2001.

Quem contou foi o produtor Shinji Hashimoto, que de acordo com o site VG24/7, nem mesmo esperava que a notícia saísse na imprensa. Segundo ele, há treze anos, a Sony ajudou a Square Enix durante um período de problemas financeiros, adquirindo uma boa parcela de ações da empresa para que ela pudesse ter dinheiro para se reerguer. Agora, então, a desenvolvedora estaria fazendo o mesmo para retribuir.

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.