Executivos da Samsung renunciam a cargos após crise deflagrada pelo Galaxy S5

Por Redação | 05.12.2014 às 11:32
photo_camera Divulgação

O fraco desempenho do Galaxy S5 nas prateleiras causou um certo alvoroço no alto escalão da Samsung e as consequências começaram a ser sentidas nesta semana. Segundo informações da Reuters, os três principais executivos da companhia estão deixando a empresa, além de outros funcionários de vários setores importantes.

Entre eles está D.J. Lee, ex-presidente e diretor de marketing móvel da companhia. Lee renunciou ao cargo depois de assistir as vendas do aparelho caírem cerca de 60% neste ano, que foi o de lucros mais baixos da Samsung nos últimos três anos. J.K Shin, que é chefe da divisão mobile da companhia e que cujo pescoço estava prestes a ser guilhotinado, ganhou uma nova chance e deve se manter no cargo.

Fracasso

O Galaxy S5 foi lançado em abril deste ano e as vendas ficaram longe do esperado. O aparelho teria vendido cerca de 12 milhões de unidades no mundo todo, número 25% inferior ao de Galaxy S4 vendidos no mesmo período e 40% abaixo das estimativas da Samsung.

Até o presente momento, a Samsung se recusou a dar quaisquer informações sobre a saída dos executivos e a reestruturação do alto escalão de executivos.