Executivo do Google pretende visitar a restrita Coreia do Norte

Por Redação | 03 de Janeiro de 2013 às 12h40

O presidente do conselho executivo do Google, Eric Schmidt, um pioneiro da comunicação livre e aberta, está planejando uma viagem para a Coreia do Norte, um local que proíbe quase todos os seus cidadãos de usarem a Internet.

Segundo informações da agência de notícias Associated Press, Schmidt vai viajar com o ex-governador do Novo México, Bill Richardson, no que foi denominada uma "missão privada humanitária". Eles poderiam sair ainda este mês rumo a uma das últimas fronteiras do ciberespaço.

A viagem seria a primeira de um alto executivo do gigante das buscas para um país com as políticas de Internet mais restritivas do planeta. Os analistas acreditam que é improvável que a visita gere uma mudança imediata na Coréia do Norte, mas por outro lado também acreditam que Schmidt poderia conseguir afrouxar as restrições em áreas limitadas, como o país já faz em seus programas de educação controlados pelo governo.

Não ficou exatamente claro o que Schmidt e Richardson esperam encontrar na Coreia do Norte, um país que não tem relações diplomáticas com os Estados Unidos. Na verdade, a Coreia do Norte não tem quase nenhum negócio com empresas norte-americanas.

Schmidt tem sido um defensor do acesso irrestrito à Internet e à tecnologia. Como executivo-chefe do Google, Schmidt supervisionou a ascensão da companhia a partir de uma pequena startup na California, focada em ajudar os usuários de computador a pesquisarem na Internet, até se tornar uma gigante global de tecnologia que fez incursões em diversos mercados, como o de telefonia móvel e o de mapeamento.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.