Executivo da HP diz que a empresa vai mesmo voltar ao mercado de smartphones

Por Redação | 01.07.2013 às 15:15
photo_camera VentureBeat

A HP não teve mais nenhum smartphone desde que abandonou o WebOS em 2011, mas parece que a empresa está ansiosa para voltar ao mercado de telefone inteligentes.

Durante um evento que aconteceu em Pequim no início da semana passada, Su-yin Yam, diretor sênior de negócios da HP na região da Ásia e do Pacífico, foi questionado se a empresa está planejando voltar ao mercado de smartphones. "A resposta é sim, mas eu não posso dar um cronograma ", disse Yam à agência de notícias indiana PTI. O executivo ainda completou sua resposta dizendo que "seria um bobo se dissesse que não" e que a "HP tem que estar no jogo".

Em setembro do ano passado, a CEO da HP, Meg Whitman, disse que a empresa estava atenta à tendência dos smartphones. "Existem países ao redor do mundo onde as pessoas podem nunca possuir um tablet ou um PC, mas eles vão fazer tudo em um smartphone. Somos uma empresa de computação, temos que aproveitar isso", disse ela durante uma entrevista concedida na época.

Fato é que a HP irá enfrentar uma forte concorrência com os gigantes Samsung e Apple, que estão dominando o mercado mundial de smartphones. Porém, Yam defende a empresa dizendo que a HP pode estudar as falhas em produtos atuais antes de criar o seu próprio dispositivo. "Quando a HP tiver um smartphone, ele vai oferecer uma experiência diferenciada", disse o executivo à PTI. Um porta-voz da HP confirmou os comentários de Yam, mas se recusou a fornecer um ou outro detalhe acerca do projeto.

Em abril de 2010, a HP gastou US$ 1,2 bilhão na aquisição da Palm, então fabricante do WebOS, e basicamente afundou a tecnologia em um ano e meio após seu tablet e dois modelos de smartphones com o sistema operacional encalharem. Os últimos resquícios do WebOS foram definitivamente vendidos pela empresa em fevereiro deste ano, e é possível que agora ela opte pelo Android para voltar ao mercado de smartphones.

O recente estreitamento de sua relação com o Google é um dos indícios dessa possível parceria em telefones inteligentes. Em junho, a HP se tornou a mais nova revendedora oficial de aplicativos de negócios do Google, uma vez que continua tentando se inclinar mais para os produtos da gigante da Web. Os novos dispositivos, como HP SlateBook x2, HP Chromebook e HP Slate 7, passarão a ser equipados com softwares baseados no Google.