Ex-funcionários da Apple processam a empresa por hora extra inusitada

Por Redação | 01.08.2013 às 11:20

Dois ex-funcionários da Apple decidiram processar a empresa de tecnologia para serem ressarcidos pelo tempo extra que precisavam ficar nas lojas da Maçã fora do expediente. Mas eles não passavam esse tempo extra trabalhando, mas sim esperando para ter suas bolsas revistadas.

A agência de notícias Reuters explica que os autores do processo precisavam encarar uma fila por cerca de cinco a dez minutos, ou mais, antes de passarem na revista destinada a impedir furtos. Eles alegam que o procedimento era diário, e acontecia sempre que os vendedores precisavam sair da loja – inclusive nos intervalos para refeições e pausas.

A Apple não se manifestou a respeito do assunto, e também não ficou claro se esse é um procedimento padrão para todas as lojas da Maçã. Porém, os autores do processo alegam que trata-se de uma prática comum nas Apple Store dos Estados Unidos, pois eles já trabalharam em lojas da empresa sediadas na Califórnia, Geórgia e Flórida. O processo foi apresentado no dia 25 de julho em um tribunal federal de São Francisco.

Leia também: Ex-funcionários da Apple revelam como a empresa mantém seus segredos