Estudo do Google revela quais os hábitos dos usuários que usam o Google Now

Por Redação | 16 de Outubro de 2014 às 16h15

O Google vem tentando compreender melhor os hábitos de quem utiliza os comandos vocais via Google Now e, para isso, tem feito pesquisas sobre como jovens e adultos respondem a perguntas semelhantes. E os estudos mostram resultados interessantes sobre o uso de assistentes virtuais, não somente a do Google, como também a Siri, da Apple, e a Cortana, da Microsoft.

O levantamento, encomendado pelo Google e conduzido pela Northstar Research, reuniu as respostas de 1.400 norte-americanos, incluindo 400 adolescentes de 13 a 17 anos e 1.000 adultos acima de 18 anos.

"Descobrimos que, para os adolescentes, a busca por voz é utilizada mais naturalmente quando eles vão checar redes sociais. E eles estão cada dia mais criativos, tanto na forma de uso como onde usam isso", afirmou Scott Hufmman, vice-presidente para busca conversacional do Google.

A pesquisa revela que 55% dos adolescentes usam a busca vocal uma ou duas vezes por dia, enquanto apenas 41% dos adultos utilizam o recurso. A maioria dos adultos, 56%, disse se "sentir tecnologicamente esclarecida". Não há um correspondente sobre essa pergunta junto aos adolescentes simplesmente porque muitos riram durante a resposta, já que se sentiram confusos ou envergonhados ao ouvir a frase "tecnologicamente esclarecidos".

GOOGLE NOW

Segundo o CNET, o mesmo deve ter ocorrido com a resposta de 45% dos adultos, que disseram se "sentir um geek" ao utilizar a busca por voz. O estudo também revelou um comportamento interessante: enquanto os adolescentes costumam citar alguém nas buscas, os adultos fazem o mesmo com lugares. Isso pode indicar que os mais velhos estão preocupados demais para lembrar de alguém ou que os mais jovens preferem ligar para uma pessoa e buscar informações do que aguardar os resultados da máquina.

Outra disparidade entre adultos e adolescente é com relação ao ditado de textos, algo bastante comum para os mais velhos. Aliás, este é o segundo hábito mais popular para esta faixa etária e nem mesmo entra nas seis funções mais requeridas pelos mais jovens. Já a busca por dados para tarefas escolares e o horário são mais comuns aos mais novos.

Os adolescentes costumam utilizar a busca por voz com mais frequência ao lado de amigos e também em banheiros. Já os adultos concentram mais o uso enquanto cozinham. O estudo diz também que 45% dos adolescentes afirmam querer pedir pizza via comandos vocais, diante de 36% dos adultos. Boa parte dos adultos, 44% dos entrevistados, usa os comandos vocais para tentar achar suas chaves, enquanto 34% dos adolescentes fazem isso.

Apesar da pesquisa e das próprias respostas parecerem um tanto quanto banais, é justamente com esses detalhes de comportamento que o Google planeja transformar seu assistente virtual mais "humano". Afinal de contas, é com os "defeitos" que a busca poderá trazer resultados mais relevantes e menos robóticos.

Fonte: http://www.cnet.com/news/google-voice-search-siri-cortana-teen-study/

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.