O que deve ser avaliado em uma nova proposta de trabalho?

Por Redação | 28 de Junho de 2013 às 07h15

Como saber se uma nova proposta de trabalho será melhor para sua carreira? Analisar com clareza todos os prós e contras da nova proposta é fundamental para tomar uma decisão correta.

Para que o profissional não acabe tendo seu desenvolvimento profissional prejudicado, a primeira análise que deve ser feita ao receber uma nova proposta é se ela te garantirá chances de incrementar a sua carreira ou consolidá-la. "Em primeiro lugar, devemos pensar no desenvolvimento profissional. Em seguida, sugiro analisar se os ganhos serão maiores", afirma Odair Montanaro Gazzetta, diretor-executivo da Gazzetta Talent, empresa especializada em aconselhamento de carreira e em executive searching.

Em uma primeira análise, outro fator muito importante é a reflexão sobre o momento profissional em que o candidato está vivendo, ou seja, se ele busca por mais qualidade de vida, mais tempo com a família, salários maiores ou tem como objetivo subir de cargo. Segundo Adália Assis, consultora em RH da Catho, com base nesse cenário, os candidatos também deverão analisar a empresa e a oferta.

A análise da empresa é fundamental para o profissional avaliar se aceita ou não a proposta de emprego e ela não é difícil de ser feita. O candidato deverá buscar informações sobre o porte da companhia, sua organização, a sua estrutura, a sua solidez e também sua cultura organizacional, com isso o profissional será capaz de avaliar se a companhia é segura ou não.

"Afinal, se ele está pensando em trocar de emprego, significa que está tentando dar um upgrade em sua carreira. Portanto, o foco deve estar na possibilidade de obter conhecimento e gerar valor, não agregar valor", ressaltou Gazzetta sobre o segundo ponto que os profissionais devem avaliar. Outra dica é analisar a cultura de organização da companhia e ver se suas práticas e modo de agir condizem com o que você acredita. No entanto, isso não deve ser um fator muito determinante já que o papel da empresa no mercado não irá alterar sua carreira em nada.

Os candidatos também costumam ter dúvidas acerca de propostas de emprego em empresas com portes menores do que as que estão atuando no momento. E, mais uma vez, os profissionais devem fazer a mesma avaliação da companhia, da sua carreira e de seus objetivos. "Às vezes é mais importante você ser o João em uma empresa pequena do que ser o número 25 em uma empresa grande. Geralmente, numa empresa menor, você pode ser polivalente e multifuncional. Já numa grande, você acaba sendo especialista em alguma coisa", explicou Odair Montanaro Gazzetta.

Os profissionais também devem levar em consideração que em empresas de pequeno e médio porte as chances de crescimento são maiores do que em grandes companhias. "Se a empresa cresce, geralmente, você cresce junto. Nas empresas maiores, o desenvolvimento de carreira é mais lento", disse Adália. "Nas empresas maiores, normalmente, os salários e benefícios são melhores do que nas menores. Nessa situação, a escolha também deve estar de acordo com os interesses profissionais da pessoa".

Por último, o profissional também deve analisar a remuneração oferecida pela empresa, que inclui salário mais benefícios. A dica é calcular e analisar se o salário está condizendo com o que você espera para sua carreira e desenvolvimento profissional.

Siga o Canaltech no Twitter!

Não perca nenhuma novidade do mundo da tecnologia.