Escola na Rocinha ganhará projeto experimental de novas tecnologias

Por Redação | 08.11.2012 às 11:12
photo_camera EMEAC blog

A Escola Municipal André Urani, localizada na maior favela do Rio de Janeiro, a Rocinha, será uma das primeiras instituições de ensino a receber o projeto Ginásio Experimental de Novas Tecnologias Educacionais (Gente) a partir de 2013. O projeto irá atender 210 alunos entre os 7º e 9º anos.

O Gente foi apresentado durante a Conferência Internacional do Programa Líderes da Educação Global, evento que reúne representantes de mais de 80 países na capital fluminense.

A Secretaria de Educação estadual afirma que o Gente foi desenvolvido com base em projetos educacionais tecnológicos que obtiveram sucesso em outros países, permitindo a construção de sua estrutura, cronograma e avaliações. O estado do Rio de Janeiro conta com outros 19 ginásios experimentais com várias áreas distintas como, por exemplo, o Ginásio Experimental Olímpico voltado para os esportes.

Alunos escola pública computador

Até 2014, cinco escolas seguindo o modelo devem ser construídas

O projeto é baseado em alguns pilares. O primeiro é a defesa da personalização do ensino, ou seja, cada aluno irá avançar com base no seu desenvolvimento e a avaliação não será feita por meio de notas, mas de competências. Em segundo está a substituição de recursos de aprendizagem antigos por aparelhos modernos como tablets, smartphones e computadores no lugar de livros e cadernos.

Já o professor não será mais um transmissor de conteúdo e sim, um facilitador, que ajudará seus alunos a encontrar o seu próprio conhecimento e irá indicar formas para que esse processo seja efetivado. E o Gente também irá ampliar o currículo para além das matérias tradicionais com disciplinas que motivam a criatividade, a inteligência emocional e o trabalho em equipe.

Com base nos resultados apresentados pela primeira escola na Rocinha, o governo planeja construir cinco novas insituições com a política do Gente até 2014.