Eric Schmidt: 'tecnologia não toma lugar de profissionais'

Por Redação | 13.09.2013 às 15:20

De acordo com os professores do MIT (Massachusetts Institute of Technology) Erik Brynjolfsson e Andrew McAfee, uma das razões do desemprego nos Estados Unidos é que robôs agora fazem atividades que exigem "habilidades intermediárias" realizadas antes por humanos. Mas o cofundador e presidente executivo do conselho do Google Eric Schmidt discorda da ideia. Ele acredita que a tecnologia irá criar empregos no futuro, como já fez no passado.

Schmidt participou do programa 60 Minutes, da emissora americana CBS no último domingo, e chamou a automação de processos de um "modelo de colaboração", em que humanos e máquinas trabalham cada vez mais juntos, cada um executando sua tarefa. Ele também acredita que a tecnologia é a única forma de progresso no futuro. Entretanto, em seu livro recém-lançado, ele afirma que essa evolução torna as empresas exponencialmente internacionais, levando uma companhia dos Estados Unidos a competir por profissionais com outra do Uruguai, por exemplo. Veja, abaixo, a entrevista na íntegra.