Eric Schmidt afirma que Google não soube prever crescimento das redes sociais

Por Redação | 02 de Janeiro de 2014 às 07h10

Eric Schmidt, um dos principais executivos do quadro de diretores do Google, afirmou em uma curta entrevista à Bloomberg que não soube prever a ascensão das redes sociais. Ele assumiu total responsabilidade sobre o que foi considerado um erro e disse que a empresa estava focada em outros aspectos da web, o que resultou na perda do timing em serviços do tipo.

Todos os anos, a Bloomberg realiza uma série de curtas entrevistas com executivos bilionários e líderes de algumas das principais empresas do globo. A ideia é pensar em tendências para o futuro próximo e lembrar algumas das previsões feitas no passado que podem ou não ter dado certo.

Schmidt mostrou fé na evolução contínua dos celulares inteligentes. Segundo ele, 2014 é o início de uma era em que “todo mundo” terá um smartphone e estará conectado, gerando inovações em aplicações de entretenimento, educação e redes sociais, principalmente. Para ele, os telefones não estão ganhando a batalha, eles já são vencedores, com uma adoção cada vez maior pelo mercado.

Já no campo empresarial, a grande tendência para o CEO do Google é o Big Data e o trabalho com inteligência. Para ele, a tecnologia irá mudar a forma de se fazer negócios para pequenas e grandes empresas, com ferramentas criadas especificamente para auxiliar na tomada de decisão em um ambiente global.

Schmidt fala também sobre medicina, e afirma que as pesquisas genéticas são um dos campos em que ele não tem certeza do que pode acontecer. Segundo ele, a criação de bancos de dados pessoais de DNA pode trazer descobertas para a cura do câncer e outros diagnósticos, algo que será extremamente importante no futuro.

De acordo com o executivo, novos investimentos estão nos planos do Google para 2014, como a contratação de novos funcionários em todo o mundo e a prestação de novos serviços. O foco principal é a publicidade e inovação, negócios que já se mostraram bem-sucedidos mesmo quando a economia dos países está enfraquecida. A ideia é manter o crescimento que a empresa vem alcançando ano a ano.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.