Empresário de Natal aluga iPhones para “ostentação” e lucra com serviço

Por Redação | 20 de Outubro de 2014 às 13h54

Você tem um iPhone e já pensou em alugá-lo para “ostentação”? O editor de vídeo Marco Aurélio Constantino pensou e está ganhando dinheiro com isso. Constantino vendia aparelhos da Apple, mas como estava com dificuldade em negociar dois aparelhos, teve a ideia de anunciar nas redes sociais que iria alugá-los.

A ideia que começou há dois meses em Natal já está trazendo retorno. Ele conta que logo começou a receber pessoas interessadas em alugar os aparelhos e o que começou com duas unidades, atualmente já está com cinco. “A procura foi tanta que acabei alugando até o meu. Nesse fim de semana, terei de usar um aparelho básico”, contou Constantino em entrevista ao G1.

Um dos clientes de Constantino afirma que o objetivo de alugar o iPhone 5S por R$ 170 é ir para a Festa do Boi e “ostentar mesmo”. Ele compara o aluguel com a compra de uma roupa nova para ir para à festa e acredita que a posse do iPhone irá ajudá-lo a paquerar as garotas.

Constantino afirma que consegue lucrar até R$ 2.000 por mês com o aluguel dos aparelhos e que a procura aumenta entre quinta e domingo. Segundo ele, muitos alugam o aparelho inclusive para tirar fotos no espelho da academia e é comum que garotos retornem afirmando que conseguiram conquistar a garota desejada após serem vistos com o aparelho.

Constantino trabalha com quatro iPhones 5, cuja locação custa R$ 120 por um dia, e um iPhone 5S, que custa R$ 170 e é mais procurado pelas mulheres por ser dourado. O empresário conta que surgem clientes que possuem aparelhos mais simples ou de marcas menos conhecidas, mas que já apareceu inclusive um cliente que não sabia tirar fotos – neste caso, ele teve que ensinar a pessoa a usar o aparelho.

Os iPhones são registrados com o e-mail de Constantino no serviço iCloud para que ele possa rastrear o dispositivo caso haja algum problema na devolução.

Para entregar o iPhone ao cliente, ele reseta todos os programas, como o WhatsApp, para que o cliente possa desfrutar de todos os serviços do aparelho, além das fotos. Ele conta que quando recebe o aparelho já desinstala os aplicativos para que o próximo cliente possa usar como se fosse dele.

Fonte: http://tecnologia.uol.com.br/noticias/redacao/2014/10/17/jovens-pagam-ate-r-170-por-aluguel-de-iphone-para-ostentar-na-balada.htm

Inscreva-se em nosso canal do YouTube!

Análises, dicas, cobertura de eventos e muito mais. Todo dia tem vídeo novo para você.