Empresa que 'ressuscitou' Tupac entra com pedido de falência nos EUA

Por Redação | 13.09.2012 às 14:00

A empresa Digital Domain Media Group, mais conhecida pela apresentação holográfica que trouxe o rapper Tupac Shakur 'de volta à vida' em abril deste ano, entrou com pedido de falência no início desta semana, pois já não consegue mais se manter. As informações são do jornal online Observer Reporter.

A Digital Domain, fundada pelo cineasta James Cameron, também ficou reconhecida por faturar alguns prêmios no Oscar na categoria de efeitos visuais com filmes como 'Titanic', 'Transformers', 'Piratas do Caribe: No fim do mundo' entre outros.

O pedido de falência surge apenas alguns meses depois do IPO da companhia em maio deste ano, quando conseguiu capitalizar mais de US$ 400 milhões (cerca de R$ 810 milhões). Na última terça-feira (11), a empresa concordou em vender seu empreendimento por US$ 15 milhões (R$ 30,4 milhões) para o fundo de capitalização Searchlight Capital Partners.

Tupac Shakur holograma

O leilão da empresa está marcado para o dia 21 de setembro

Porém, as leis de falência exigem que seja realizado um leilão antes que o acordo de venda seja concluído, garantindo assim a chance de outras empresas apresentarem suas propostas. O leilão de ofertas está marcado para o dia 21 de setembro.

Segundo o Chicago Tribune, o pedido de falência da Digital Domain também pegou de surpresa as autoridades do estado da Flórida, Estados Unidos, que concederam US$ 135 milhões (cerca de R$ 273 milhões) para a construção de um estúdio que foi fechado na última semana.

Em junho, a companhia havia anunciado que está planejando 'ressuscitar' Elvis Presley com a tecnologia holográfica utilizada na apresentação de Tupac, falecido em 1996, ao lado de Snoop Dogg durante o festival de música Coachella.