Empresa de segurança quebra sistema biométrico do Galaxy S5

Por Redação | 17 de Abril de 2014 às 16h41
Divulgação

Surgiram mais provas de que o sistema de segurança biométrico não é exatamente a melhor forma de proteger o seu celular. Um pesquisador da empresa de segurança GmbH disse ter quebrado a barreira de segurança do Samsung Galaxy S5, celular que possui um sensor de impressões digitais para liberação de suas funções e acesso a diversos serviços.

O método é semelhante ao utilizado pelo site Pplware. Utilizando cola de madeira e uma imagem da impressão do usuário original, o especialista Ben Schlabs foi capaz de acessar todas as funções do celular e ter acesso às informações bancárias do PayPal. O sistema é o primeiro parceiro externo da Samsung na divulgação do sensor biométrico do aparelho.

Devido à relativa facilidade do processo, a GmbH orienta os usuários do Galaxy S5 a não utilizarem o sistema de biometria para proteger o celular. Em vez disso, a ideia é usar senhas complexas e diferentes para cada um dos serviços disponíveis no smartphone. Assim, mesmo em caso de roubo, as informações não poderão ser acessadas e nenhum tipo de transação será feita de maneira indevida.

Assista Agora: Saiba quais são os 5 maiores problemas das empresas brasileiras e comece 2019 em uma realidade completamente diferente.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.