Em último trimestre de ano fiscal 2014, Oracle tem queda de ganho por ação

Por Redação | 25 de Junho de 2014 às 07h30
photo_camera Top News
Tudo sobre

Oracle

A Oracle divulgou na última quinta-feira (19) seus resultados para o quarto trimestre do ano fiscal de 2014, com uma queda de US$ 0,02 nos ganhos por ação (EPS).

O lucro líquido total do trimestre foi de US$ 3,6 bilhões, ou US$ 0,80 por ação - uma queda de 4%, mais forte que a expectativa de Wall Street. O lucro operacional teve queda de 2%, atingindo US$ 4,9 bilhões.

De acordo com a empresa, a perda não-operacional foi ocasionada por "alterações cambiais na Venezuela". A estimativa é que o EPS em non-USGAAP, que subiu 6%, chegando a US$ 0,92, tivesse ficado em US$ 0,94 se a perda cambial não tivesse sido observada.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Apesar das perdas, a empresa observou um total de receitas 3% maior para o ano fiscal de 2014, atingindo US$ 38,8 bilhões. Para o primeiro trimestre de 2015, a expectativa é que a empresa entregue ganhos de US$ 0,64 por ação e uma receita de US$ 8,78 bi.

Os setores de SaaS (Software como serviço) e PaaS (Plataforma como serviço) na nuvem foram o grande destaque nos números divulgados pela empresa. Juntos, eles tiveram um aumento de 25% nas subscrições, alcançando US$ 322 milhões em receitas de assinaturas.

O setor de IaaS (Infraestrutura como serviço) também observou crescimento de 13% em assinaturas, atingindo a cifra de US$ 128 milhões. Segundo o presidente e CFO da empresa, Safra Catz, os negócios de assinaturas de produtos na nuvem já estão chegando a uma taxa de execução de US$ 2 bilhões ao ano.

No conjunto do ano fiscal de 2014, o total de receitas de software e cloud computing subiu 5% em USGAAP. As receitas com SaaS e PaaS na nuvem em USGAAP subiram 23%, chegando a US$ 1,1 bilhão, enquanto as receitas de IaaS na nuvem fecharam em US$ 456 milhões.

“Agora a Oracle é a segunda maior empresa de SaaS na nuvem do mundo. Em SaaS, estamos na frente de todos, exceto da salesforce.com. Em IaaS, somos maiores e mais lucrativos do que a Rackspace. Temos, de longe, o portfólio mais completo de modernos produtos de SaaS e PaaS no setor", afirmou Larry Ellison, CEO da Oracle, no comunicado. "Planejamos aumentar nosso foco na nuvem e alcançar a posição número um tanto nos negócios de SaaS quanto nos de PaaS”.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.