Em meio a possível privatização, lucro líquido da Dell cai 72%

Por Redação | 16 de Agosto de 2013 às 13h08

A Dell reportou uma queda de 72% em seu lucro no segundo trimestre de 2013. O anúncio acontece apenas um mês antes de uma votação de acionistas que pode mudar o futuro da empresa.

A companhia enfrenta uma batalha entre o fundador e CEO Michael Dell e um grupo de acionistas. O executivo defende que a companhia deve fechar seu capital e tornar-se privada, enquanto os acionistas dizem que ele deve pagar mais dinheiro se quiser fazê-lo.

No mês passado, Michael Dell e seu parceiro de investimentos aumentaram sua oferta de compra da empresa para cerca de US$ 27,4 bilhões, de acordo com a PCWorld, e no dia 12 de setembro os acionistas irão votar sobre a aceitação da proposta.

Já os resultados financeiros da empresa para o segundo trimestre, encerrado no dia 02 de agosto, apontaram uma receita de US$ 14,5 bilhões – o que a deixa em nível com o mesmo período do ano passado. Porém, o lucro líquido caiu 72%, chegando a US$ 204 milhões.

As vendas da divisão de PCs da companhia também apresentaram uma queda de 5%, chegando a US$ 9,1 bilhões. Outro número assustador vem dos lucros operacionais, que caíram 71%, isso porque a Dell cortou seus preços para ganhar negócios e aumentar a sua quota de mercado. "Nossos esforços para aumentar o crescimento têm melhorado a nossa participação de mercado em detrimento da rentabilidade", disse o chefe financeiro da empresa, Brian Gladden, em uma carta aos investidores.

Os resultados provenientes do Grupo de Soluções Empresariais, responsável pela venda de servidores e equipamentos de rede, foram melhores. A receita da divisão apresentou um aumento de 8%, chegando a US$ 3,3 bilhões. A receita de serviços também subiu ligeiramente, para US$ 2,1 bilhões.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.