Eletronic Arts pensou em desembolsar US$ 1 bilhão para comprar Valve

Por Redação | 11 de Setembro de 2012 às 13h40

Com o evidente crescimento pelo qual passa a Valve, algumas desenvolvedoras estão de olho na concorrente. A Eletronic Arts é uma delas e chegou a pensar em desembolsar uma grana e tanto para conseguir comprar a vizinha: cerca de 1 bilhão de dólares.

Os números foram divulgados em um relatório do New York Times: "A Valve foi consultada com frequência pela EA, que poderia facilmente gastar um valor acima de US$ 1 bilhão para concluir as conversações sobre o negócio".

O jornal ainda relatou que a fonte dessas informações "veio à tona por duas pessoas que estavam a par das negociações e que tinham acesso aos negócios em condição de anonimato e privacidade comercial".

Em resposta, Newell, que não está nem um pouco satisfeito com as especulações, disse que a empresa se desintegraria caso ela fosse vendida para alguém.

Um motivo que evitou o fechamento das negociações foi o valor. Para a Valve, a EA estava oferecendo um valor muito abaixo do que vale de fato. Um dos analistas de mercado mais renomados da indústria de games, Michael Pachter, disse durante entrevista que a casa de Half-Life valeria no mínimo US$ 2,5 bi, pois ninguém contou o Steam nessa brincadeira, e o serviço de distribuição de games na rede vale ainda mais.

Nos últimos cinco anos, a Eletronic Arts gastou mais de 1 bilhão de dólares em aquisições de social game e mobile, comprando a PopCap, Firemint e PlayFish.

Peter Moore, executivo da EA, disse ao NYT que a Valve está "na vanguarda do futuro da indústria de games".

O mundo é realmente dos espertos.

valve
Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.