Dois meses após lançamento, Amazon derruba preço do Fire Phone para US$ 0,99

Por Redação | 08 de Setembro de 2014 às 16h05
photo_camera Divulgação
TUDO SOBRE

Amazon

A Amazon anunciou através de um release para imprensa nesta segunda-feira (8) que cortou o preço de seu novo smartphone Fire Phone para apenas US$ 0,99 (cerca de R$ 2,20 na cotação atual). O preço valerá para usuários que adquirirem o dispositivo vinculado a um contrato de dois anos com a operadora AT&T, nos Estados Unidos.

Quem comprou o celular logo após o lançamento, em junho deste ano, pagou US$ 199 (cerca de R$ 450) pelo smartphone, sob as mesmas circunstâncias de um contrato de dois anos. O aparelho desbloqueado, ou seja, sem vínculo com operadoras de telefonia móvel, sai por US$ 649 (aproximadamente R$ 1.470). Além disso, a companhia anunciou que pretende levar o Fire Phone para outros países, incluindo Reino Unido e Alemanha, mas ainda não há previsão de quando o produto começará a ser vendido.

A gigante do varejo americano não esclareceu o motivo da derrubada do preço, mas números recentes mostram que isso pode ter sido motivado pelas baixas unidades comercializadas do Fire Phone, já que o dispositivo parece não ter agradado os consumidores que procuram por um smartphone topo de linha. Segundo as empresas de consultoria de mercado Chitika e comScore, o dispositivo vendeu apenas 35 mil unidades entre julho e o final de agosto. Oficialmente, a Amazon não confirma a quantidade de Fire Phones vendidos.

Participe do nosso GRUPO CANALTECH DE DESCONTOS do Whatsapp e do Facebook e garanta sempre o menor preço em suas compras de produtos de tecnologia.

Para complicar ainda mais a situação, o Fire Phone é considerado um dispositivo de fabricação cara, superior ao custo do iPhone 5S, por exemplo. Cada unidade custa cerca de R$ 460 para ser produzida, um preço bastante salgado principalmente pela função Dynamic Perspective, que permite que os usuários interajam com o smartphone com movimentos da cabeça por meio da câmera 3D do aparelho.

Gostou dessa matéria?

Inscreva seu email no Canaltech para receber atualizações diárias com as últimas notícias do mundo da tecnologia.