Diretor financeiro do Google está se aposentando

Por Redação | 11 de Março de 2015 às 08h49

Depois de sete anos, o diretor financeiro do Google, Patrick Pichette, está deixando a empresa. A notícia foi anunciada em postagem no Google+ nesta terça-feira (10), na qual foi revelada que um dos principais executivos da companhia está se aposentando para se dedicar mais à família. A decisão também encerra uma carreira de mais de 30 anos em cargos de gerência em empresas dos mais diversos setores, com passagens notáveis pela telecom Bell Canada e pela firma de consultoria McKinsey & Company.

Seria apenas mais uma nota comum em termos de mercado, com possíveis especulações sobre a sucessão de Pichette e seus feitos durante a gestão no Google, não fosse a maneira escolhida por ele para anunciar sua aposentadoria. Como definiu Larry Page, CEO da companhia, a revelação foi feita de “forma nada convencional para um CFO nada convencional”, cheia de relatos pessoais e reflexões sobre as barreiras entre trabalho e família.

No texto, Pichette conta o momento exato em que começou a pensar na aposentaria. Foi em uma viagem para a África, em 2014, feita com sua esposa, quando ela perguntou a ele quando poderiam efetivamente viajar pelo mundo todo. Mais do que isso, ela o questionou quando chegaria o momento do casal, o momento dela e, acima de tudo, a hora certa de parar para viver a vida.

As questões deixaram o executivo pensando e foram o estopim para a decisão tomada agora, meses depois. A partida acontece com a esperança de que essa será a última decisão de tal peso a ser tomada em sua carreira, já que o balanço entre o trabalho e a família acaba de se inverter e, agora, ele quer se dedicar totalmente à esposa, uma vez que seus filhos já saíram de casa.

Sobre isso, ele ainda brincou, afirmando que apesar de estar casado há 25 anos com ela, esse tempo também condiz com sua carreira como executivo. Sendo assim, os dois passaram tão pouco tempo juntos que ainda é cedo para dizer que a união é longeva e estável. É como se eles ainda estivessem se conhecendo e, agora, vão passar a efetivamente morar juntos.

Ao final da carta, Pichette taxa como um privilégio seu tempo no Google, onde diz ter trabalhado com os melhores. Ele afirmou saber que está deixando a empresa em boas mãos, mas evitou falar em um sucessor, provavelmente deixando esse trabalho nas mãos de Larry Page, Eric Schmidt e outros diretores da empresa. A saída, também, não acontece de forma imediata e ele deve permanecer ligado à empresa até que um substituto seja encontrado.

Fique por dentro do mundo da tecnologia!

Inscreva-se em nossa newsletter e receba diariamente as notícias por e-mail.